Uma Brasília que quase ninguém conhece

644

Veja como reunir os amigos, durante o VII Congresso, num passeio noturno inesquecível

Brasília – A capital da república oferece muito mais do que o turista de negócios pode imaginar. Acostumados a visitar a cidade com propósitos exclusivamente profissionais, muitos visitantes passam ao largo de opções agradáveis e interessantes. O Lago Paranoá, por exemplo, esconde insuspeitas oportunidades de lazer, recreação e esportes. É neste contexto que várias empresas da cidade aproveitaram para oferecer passeios em barcas especializadas, através dos cerca de 48 quilômetros quadrados de extensão, que literalmente abraçam Brasília. Durante o percurso é possível contemplar, por um ângulo diferente, algumas das mais famosas construções da cidade, como o Palácio do Jaburu (residência oficial do vice-presidente), o Palácio da Alvorada (residência oficial do presidente), a Casa da Dinda e a ponte JK. Essa é uma das opções que os participantes do VII Congresso da Associação Brasileira das Agências de Regulação (ABAR) podem aproveitar para conhecerem a capital de um ângulo bem diferente.

Para o Secretário de Turismo, Otávio Neves, “eventos desse porte são uma chance para mostrarmos que Brasília vai muito além dos negócios do poder e da burocracia”. Já o anfitrião do evento, vice-presidente da ABAR e presidente da ADASA, Vinícius Fuzeira, acredita que Brasília vai emprestar um peso profissional muito grande como sede do VII Congresso “mas também precisamos finalizar com prazeres sociais, turísticos e gastronômicos que a cidade tem para oferecer”.

Algumas empresas, por exemplo, oferecem ainda roteiros e programações diferenciadas. Além dos passeios tradicionais, onde é possível conhecer pontos turísticos da cidade, elas ainda organizam eventos como confraternizações, festas e passeios de emulação corporativa em suas embarcações. Os preços variam entre R$ 25 a R$ 50 por pessoa em até quatro horas de passeio e tem capacidade para levar até 120 passageiros. E dependendo do evento escolhido pela pessoa, a festa pode ser regada a bebidas, ao som de jazz ou chorinho ao vivo, além de opções gastronômicas.

Para organizar uma confraternização, por exemplo, a empresa Lake Tour oferece buffet completo, com refeição e bebidas inclusas (água, suco, refrigerante, cerveja e caipiroska) e som ambiente com DJ, no valor de R$ 75 a R$ 90. Já a empresa Navegatur oferece buffet de frios com bebidas (água, suco, refrigerante, cerveja e capirinha) por R$ 45. Caso o grupo opte pelo serviço All Incluse (com cardápio variado a escolha do cliente e todos os tipos de bebidas) o preço é de R$ 180 por pessoa. Aqueles que desejam levar um grupo musical a seu gosto, o preço é cobrado à parte. Para apreciar um chorinho com uma banda com até cinco componentes, o valor é de até R$ 1,5 mil para três horas e meia de apresentação.

{backbutton}