Tratamento de esgoto em Barcarena já beneficia mais de 5 mil

59

A ARSEP (Agência Reguladora de Serviços Públicos Barcarena – Pará) acompanha o trabalho que vem sendo realizado pela concessionária Águas de São Francisco (ASF) no setor de saneamento básico. A ASF realizou novas interligações de redes de esgoto à ETE – Cabanos, em Barcarena, que já beneficiam 5.400 usuários com o serviço de esgotamento sanitário na cidade.

Foram implantados coletores-troncos, que são tubulações de grande porte responsáveis por receber esgoto de tubulações menores e transportar os dejetos até a ETE Cabanos para o tratamento. Com capacidade para tratar a cada hora 18 mil litros de dejetos, a Estação de Tratamento de Esgoto proporciona a devolução de efluentes ao meio ambiente em condições adequadas, refletindo em melhores condições sanitárias, reduzindo doenças e possibilitando melhor qualidade de vida.

“Desde final de 2019, após a implantação da ETE Cabanos, estamos trabalhando na ampliação da cobertura da rede de esgoto na cidade. Vamos continuar focados em concluir a segunda bacia, que compreende todo o trecho entre a avenida Cônego Batista Campos e a rua Romão da Graça Forte, dando continuidade as interligações de redes, execução de coletores tronco e de interceptores, que são aplicações necessárias para escoamento dos dejetos até a ETE”, informou Fernando Teles, coordenador de operações da ASF.

O tratamento da ETE Cabanos é biológico anaeróbio, o qual utiliza bactérias que não precisam de iluminação solar para sobrevivência e se alimentam da matéria orgânica. O tratamento tem cinco etapas:

Etapas do processo de tratamento

  1. Tratamento preliminar – Realizado com grade e caixa de areia para remoção de sólidos grosseiros e partículas de areia.
  2. Elevatória de esgoto bruto – Bombas elevam o nível hidráulico, que segue por gravidade nas demais unidades.
  3. Tratamento biológico anaeróbio – Bactérias irão consumir a matéria orgânica presente, convertendo parte dessa em gás carbônico, metano, água e lodo.
  4. Tratamento biológico anaeróbio – Ainda nesta etapa, no tanque Inhoff, é realizado o aprimoramento do tratamento, com a remoção de sólidos presentes.
  5. Calha Parshall – Onde é realizada a medição de vazão de esgoto tratado que será lançado no rio.
  6. Emissário final – O efluente tratado segue para rio Murucupi com qualidade equivalente à das represas usadas para o abastecimento das cidades.

Além das novas intervenções na rede de esgoto, a ASF deu início às obras de construção da Estação Elevatória de Esgoto – Bacia 2, na esquina da Rua Dom Romualdo Coelho com a Rua Domingos Ramos, em Vila dos Cabanos. Com a finalização de obra e a entrada em funcionamento da EEE, a estimativa é de que mais 9 mil usuários sejam beneficiados com o serviço de esgotamento sanitário.

A meta da concessionária, com a execução dessas obras, é que, em breve, um total de 14 mil moradores sejam beneficiados no município. A ARSEP acompanha as atividades de expansão fiscalizando para que em breve o saneamento básico torne-se uma realidade para todos em Barcarena.