Saneamento: Arce compartilha experiências exitosas para oito países africanos

77

A Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) integra, até o próximo dia 11/11, grupo de discussão que visa abordar, entre os outros assuntos, o modelo de regulação de saneamento básico no Estado do Ceará, incluindo saneamento rural e resíduos sólidos. Trata-se de convite feito pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e pela Agência Brasileira de Cooperação (vinculada ao Ministério das Relações Exteriores) para agregar resultados ao Programa de Cooperação Trilateral Sul-Sul, que envolve o Brasil, a África e a própria Unicef.

Nesse contexto, o grupo recebe, em Fortaleza, delegação composta por oito países africanos para discutirem, além dos modelos regulatórios, estratégias de governança nas áreas de água, saneamento e higiene nos âmbitos nacional e estadual. São eles: Burundi, Ruanda, Malawi, Essuatíni, Madagáscar, Moçambique, Namíbia e Etiópia. Referido grupo também é composto por integrantes da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), Fundação Nacional da Saúde (Funasa), Secretaria das Cidades (Scidades), Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece), Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Estado do Ceará (Cogerh), entre outros.

As atividades inclusas na agenda envolvem palestras com temas que vão desde “Estratégias de governança federal do setor de Água, Saneamento e Higiene no Brasil”, passando pela “Implementação do Saneamento Urbano e Rural no Estado do Ceará”, até a “Gestão de resíduos sólidos no estado do Ceará”. Também serão feitas visitas a ecopontos, estações de tratamento de esgoto, sistemas de abastecimento de água e sistemas integrados de saneamento de rural (Sisars).

Para consultar o cronograma de palestras e visitas, basta acessar o site da arce: www.arce.ce.gov.br.