RegulaCAST: Brasil tem primeira agência 100% comandada por mulheres

97

O Brasil tem, pela primeira vez, uma agência reguladora 100% comandada por mulheres. É a ARSP (Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espírito Santo) que, no último dia 2 de julho, tornou-se a pioneira entre as 87 agências brasileiras a ter uma diretoria exclusivamente feminina. Nesta edição especial do RegulaCAST, o podcast da ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação), conversamos com as quatro diretoras da ARSP sobre a novidade.

Joana Magella, Diretora-Presidente, Bárbara Carneiro, Diretora-Administrativa e Financeira, Kátia Muniz Côco, Diretora de Saneamento Básico e Infraestrutura Viária, e Debora Cristina Niero, Diretora de Gás Canalizado e Energia, são as protagonistas deste delicioso bate-papo sobre “Mulheres na Regulação”.

Ao longo de 12 minutos de conversa, elas celebram as recentes conquistas e falam sobre as dificuldades enfrentadas no ambiente profissional e a luta por igualdade de oportunidades. Mas, acima de tudo, as quatro dão testemunho da capacidade e da competência das mulheres para atuar onde elas quiserem.

CENÁRIO EM NÚMEROS

Em mais de 20 anos de regulação, é a primeira vez que o Brasil tem uma agência reguladora dirigida apenas por mulheres. Para dar uma ideia da importância da novidade, aqui vão alguns números sobre a presença feminina em cargos de comando na regulação brasileira:

  • Das 87 agências reguladoras existentes no País, apenas 13 são comandadas por mulheres.
  • Das 62 agências associadas à ABAR, somente nove têm mulheres como dirigentes máximas – cinco estaduais e quatro municipais.
  • Entre as 25 agências não associadas, somente quatro são presididas por mulheres – uma federal e três municipais.
  • A única agência federal presidida por uma mulher é a ANA, Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico.
  • Em todo o País, somente 5 agências estaduais e 7 municipais ou intermunicipais têm mulheres como presidentes.

Esta é a primeira parte do RegulaCAST especial dedicado a “Mulheres na Regulação”. No episódio seguinte, continuaremos a conversa com as diretoras da ARSP e traremos, também, depoimentos de outras mulheres que atuam em agências reguladoras nos quatro cantos do País.

Ouça aqui o RegulaCAST #15 – Mulheres na Regulação – Parte 1