“Que horas ela volta?” recebe apoio da ANCINE para campanha do Oscar

504

“Que horas ela volta?”, filme escolhido para representar o Brasil na disputa por uma indicação ao prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira no Oscar 2016, promovido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, foi contemplado pelo Programa ANCINE de Apoio à Divulgação do Filme Brasileiro Candidato a uma Indicação ao Oscar® de Melhor Filme em Língua Estrangeira. A ANCINE oferece este programa de apoio desde 2008.

O longa-metragem, dirigido por Anna Muylaert, receberá através da produtora Gullane, o valor de 61.611,76 dólares (até o limite orçamentário de R$ 250 mil), para uso na fase inicial da campanha de divulgação internacional.

“Que horas ela volta?” foi selecionado em setembro como o representante brasileiro na disputa por uma indicação ao Oscar, entre um total de oito filmes inscritos, pela Comissão Especial de Seleção do Ministério da Cultura. Ontem, dia 30 de novembro, foi a sessão oficial para os membros da Academia do Oscar. A lista oficial das produções nomeadas será divulgada no dia 14 de janeiro.

O longa de Anna Muylaert já conta com uma expressiva trajetória internacional, tendo sido premiado nos prestigiados festivais de Sundance, do qual voltou com o Prêmio Especial do Júri na categoria Atuação às protagonistas Regina Casé e Camila Márdila; e de Berlim, onde foi escolhido pelo júri popular como melhor filme da mostra Panorama e levou ainda o prêmio da Confederação Internacional dos Cinemas de Arte e Experimentais – CICAE.

O filme, que tem distribuição da Pandora Filmes, recebeu recursos do Fundo Setorial do Audiovisual no valor de R$ 1,2 milhão através da Chamada PRODECINE 02/2013, de apoio à produção cinematográfica via distribuidoras.