Parceria entre Arsal, BPTran e SMTT reforça combate ao transporte clandestino

1220

Uma série de operações com foco no combate ao transporte clandestino de passageiros – principalmente o que tem a capital alagoana como origem e destino – ocorre nos próximos dias, em uma parceria entre a Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsal), Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRv), Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) e SMTT de Maceió, com o apoio do Sindicato dos Transportadores Complementares (Sintracomp).

Para ajustar os últimos detalhes das fiscalizações, duas reuniões foram realizadas, nesta terça-feira, 17, e na segunda-feira, respectivamente, nas sedes da SMTT e da Agência Reguladora.

Na Arsal, o presidente Marcus Vasconcelos recebeu o diretor de transporte da SMTT, Zenildo Filho, o subcomandante do BPTran, Major Felipe Lins, e o presidente do Sintracomp, Dorgival Ferreira. Durante o encontro, Vasconcelos reafirmou o compromisso da Agência Reguladora com todos os órgãos e entidades envolvidas no combate ao transporte clandestino de passageiros.

“É importante reforçar e dar continuidade a parceria existente entre a Agência e as instituições envolvidas nessas operações que irão fiscalizar não só o trânsito, mas o transporte de passageiros como um todo, passando um pente fino no sistema”, destacou o presidente, reafirmando o compromisso do Governo do Estado na busca por um novo transporte coletivo, cada vez mais seguro, moderno e eficiente para os milhares de usuários que utilizam diariamente o Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros.

Marcus Vasconcelos lembrou ainda que a fiscalização do transporte complementar em Maceió tem sido intensificada pela Arsal e pela SMTT desde o ano passado. “Iremos continuar e reforçar o trabalho, realizado também pelo BPRv, agora com o apoio do BPTran. Essa união de forças deve coagir as práticas criminosas e prevenir situações que coloquem os passageiros em risco, identificando, por exemplo, a presença de armas de fogo ou materiais ilícitos dentro dos veículos”, concluiu.

Também participaram das discussões, as diretoras executivas da Arsal, Patrícia Medeiros e Eliane Merten, o gerente de Transporte, Jorge Venerando Júnior, o chefe de fiscalização, Márcio Gouveia, entre outros técnicos da Agência Reguladora.