segunda-feira, outubro 25, 2021

Seminário Internacional de Regulação de Resíduos Sólidos – 07/10/2021

A Associação Brasileira de Agências de Regulação (ABAR) realizará, no dia 7 de outubro de 2021, o I Seminário Internacional de Regulação de Resíduos Sólidos, cujo objetivo é discutir os aspectos regulatórios do setor por meio do compartilhamento das experiências do Brasil, de Portugal e da Colômbia.

De acordo com a Lei nº 11.445/2007, é obrigatória a definição, pelo titular dos serviços, de entidade responsável pela regulação e fiscalização dos serviços de saneamento básico, no qual estão inseridos os serviços públicos de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos. A existência de normas de regulação é obrigatória, independentemente da modalidade de prestação dos serviços, além de ser condição de validade dos contratos destes serviços.

Apesar de obrigatória, a regulação dos serviços relativos aos resíduos sólidos urbanos ainda é pouco expressiva no Brasil, comparada à quantidade de municípios regulados em relação aos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, por exemplo. Neste sentido, há um vácuo regulatório no País que precisa ser preenchido no setor.

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), responsável pela edição de Normas de Referência para o Saneamento Básico, inseriu em sua Agenda Regulatória, aprovada por meio da Resolução Nº 64/2021, a elaboração de normas de referência sobre Instituição de taxa/tarifa para resíduos sólidos urbanos e Condições gerais de prestação destes serviços. O primeiro tema foi objeto da Norma de Referência nº 1 da ANA, aprovada pela Resolução ANA nº 79/2021. Já o segundo tema deverá ser publicado até 2022.

Portugal e Colômbia têm uma cultura regulatória já consolidada para o setor de resíduos sólidos.

Em Portugal, a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (Ersar) é responsável pela regulação, supervisão e fiscalização dos serviços de abastecimento público de água, esgotamento sanitário às populações e gestão de resíduos sólidos urbanos, no âmbito de todo o país.

Na Colômbia, a regulação e a fiscalização dos serviços de manejo de resíduos sólidos e limpeza urbana são atividades realizadas por duas entidades distintas, ambas de caráter nacional: a Comisión de Regulación de Agua Potable y Saneamiento Básico (CRA) e pela Superintendencia de Servícios Públicos Domiciliarios (Superservícios).

A CRA, criada em 1994, é a responsável pela edição de normas regulatórias sobre a qualidade e regulação econômico-financeira dos serviços na Colômbia, enquanto a Superservícios, criada em 1991, responde pela inspeção e fiscalização dos serviços de resíduos sólidos.

O conhecimento das experiências de Portugal e Colômbia quanto à regulação técnica e econômico-financeira dos serviços relativos aos resíduos sólidos urbanos é de grande relevância. O I Seminário Internacional de Regulação de Resíduos Sólidos visa contribuir com o debate, o desenvolvimento e a melhoria dos aspectos regulatórios do setor, cujos desafios no Brasil são grandes, sobretudo em relação à disposição final adequada dos resíduos sólidos urbanos.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

9h00 – Abertura

  • Fernando Franco – Presidente da ABAR
  • Oscar Cordeiro Netto – Diretor da ANA

Mesa 1 – Regulação da qualidade e fiscalização dos serviços de resíduos sólidos

Moderador: Kátia Côco – Coordenadora da Câmara Técnica de Saneamento Básico, Recursos Hídricos e Saúde – CTSAN/ABAR e Alceu Galvão – Analista de Regulação – ARCE

  • 9h30 Palestra 1 – A Experiência das agências infranacionais brasileiras na regulação dos resíduos sólidos

(Palestrante: Coordenadora do GT Resíduos Sólidos da ABAR – Élen Dânia Santos – Adasa)

  • 10h00 Palestra 2 – A experiência de Portugal na regulação estrutural, comportamental e na fiscalização dos serviços

(Palestrante: Vera Eiró – Presidente do Conselho de Administração da ERSAR)

  • 10h30 – Palestra 3 – A regulação da qualidade dos serviços na Colômbia

(Palestrante: Leonardo Navarro – Diretor Executivo de La Comisión de Regulación de Agua y Saneamiento – CRA)

11h – Palestra 4 A Fiscalização dos serviços de limpeza urbana e manejo de resíduos na Colômbia

(Palestrante: Natasha Avendaño García – Superintendente de La Superintendência de Servicios Públicos Domiciliarios – SUPERSERVÍCIOS)

  • 11h30 –Palestra 5 – Visão da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico – ANA sobre a regulação e fiscalização nacional do setor à luz das experiências internacionais.

(Palestrante: Alexandre Araújo Godeiro Carlos – Superintendente-Adjunto de Regulação de Serviços da ANA.)

  • 11h50 – Debate
  • 12h20 – Intervalo para o Almoço

Mesa 2 – A cobrança e a sustentabilidade dos serviços de Resíduos Sólidos

Moderador: Rodrigo Taufic – Analista de Regulação e Fiscalização da – ARES-PCJ

  • 13h30 – Palestra 1 –Como avançar na sustentabilidade dos serviços no Brasil

(Palestrante: Paulo Henrique Monteiro Daroz – Especialista em Regulação de Recursos Hídricos e Saneamento Básico da ANA.)

  • 14h00 – Palestra 2 – A regulação econômico-financeira dos serviços em Portugal

(Palestrante: Eng. Miguel Nunes – Vogal do Conselho de Administração da ERSAR)

  • 14h30 – Palestra 3 – A regulação econômico-financeira dos serviços na Colômbia

(Palestrante: Diego Polanía – Especialista em Regulação de La Comisión de Regulación de Agua y Saneamiento – CRA)

  • 15h00 – Debate
  • 15h30 – Encerramento – Vinicius Benevides – Vice-Presidente Centro-Oeste da ABAR