Fernando Franco: “ABAR ousou crescer e ocupar espaço no cenário nacional”

286
Franco encerra quatro anos de mandato como presidente da ABAR, mas continuará na diretoria. Foto: Paulo Negreiros

O advogado Fernando Franco encerra esta semana seu segundo mandato como presidente da ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação). Nos últimos quatro anos, liderou a diretoria com objetivos bem claros: unificar a entidade, aproximá-la ainda mais dos reguladores, transformá-la em referência em regulação e fazer com que a ABAR ocupasse o devido espaço no cenário nacional. Objetivos que considera atingidos, mesmo sabendo que ainda há muita estrada a percorrer.

Na próxima segunda-feira (2/5), Franco passará o bastão para a nova diretoria, que será eleita pela Assembleia Geral Ordinária (AGO) na tarde desta quinta-feira (28). A chapa única é encabeçada pelo ex-presidente da ABAR Vinícius Benevides, diretor da Adasa (DF) e atual VP Centro-Oeste da ABAR. Entre seus 19 componentes estão alguns integrantes da diretoria atual, inclusive Fernando Franco, que continuará como VP Nordeste. Uma composição que promete, segundo ele, manter a ABAR no caminho que vem sendo trilhado.

“A ABAR ousou ser maior, ousou crescer e ocupar um espaço que é seu por direito e legitimidade”, diz Fernando Franco. “Tornou-se uma entidade muito mais dinâmica e unida.” Segundo ele, uma das grandes conquistas da associação nos últimos anos foi exatamente ocupar espaço no cenário nacional, alavancada pela atuação incansável de suas Câmaras Técnicas. Outra conquista foi aproximar-se um pouco mais do regulador, seu público fiel. “A ABAR hoje faz parte da vida dos reguladores, onde quer que eles estejam”, comemora.

CRESCIMENTO EM NÚMEROS

Clique para conferir o balanço

Os números não deixam dúvidas sobre o crescimento da ABAR. Nos últimos anos, as oportunidades de qualificação se multiplicaram, tanto para o regulador quanto para outros públicos afins. A oferta cada vez maior de cursos e treinamentos levou a ABAR a lançar uma plataforma exclusiva de ensino a distância, a ABAR/EAD, além de buscar novas parcerias, como a firmada com a Escola de Regulação de Florença (FSR) para oferecer a versão em Português do curso Regulatory Delivery, já em segunda edição.

“Quando entrei, a ABAR capacitava 700 pessoas por ano”, lembra Fernando Franco. Em 2021, entre cursos, webinars, congresso e seminários, as atividades da entidade envolveram 7 mil participantes. Franco celebra também o fato de a ABAR ter hoje todas as suas câmaras técnicas em pleno funcionamento. “Em 2018, só a Câmara Técnica de Saneamento estava em atividade plena. Hoje temos também as CTs de Gás, Transporte, Assuntos Jurídicos e Institucionais e a mais recente, a de Energia, cuja abertura foi feita pelo presidente do Senado, senador Rodrigo Pacheco.”

O presidente que deixa o cargo se orgulha também de ter dotado a ABAR de uma nova sede institucional, com espaço para abrigar encontros e reuniões e receber associados, autoridades e demais visitantes de forma apropriada. “Hoje temos, em Brasília, uma sede à altura da ABAR”, comenta, acrescentando que as realizações de sua gestão ajudaram a fortalecer a entidade inclusive financeiramente: “Estou deixando a ABAR com quatro vezes o valor que recebi em caixa”.

Os acordos de cooperação e parcerias institucionais também se multiplicaram, criando novas oportunidades de intercâmbio de experiências e multiplicação de conhecimentos técnicos entre os reguladores. O mesmo ocorreu com as publicações da ABAR, sejam elas organizadas pelas Câmaras Técnicas ou em parceria com entidades de renome nacional e internacional.

Chegada a pandemia de Covid 19, os encontros presenciais foram substituídos por webinars, que ampliaram a possibilidade de participação nos debates temáticos e vem reunindo cada vez mais pessoas. Dois grandes eventos foram realizados no período, o XI e o XII Congresso Brasileiro de Regulação, ambos em formato presencial, o último ainda na pandemia, com cerca de 800 participantes.

Encerramento XII Congresso Brasileiro de Regulação, em Foz do Iguaçu. Foto: ABAR/Divulgação

“A ABAR tem um papel muito importante no amadurecimento e fortalecimento da regulação”, defende. “Enquanto não tivermos um ambiente regulatório amadurecido, vamos continuar com altos e baixos. Nosso desafio é superar as dificuldades e as medidas constantes de tentar enfraquecer a regulação brasileira.”

Fernando está seguro de que ainda há muito trabalho a ser feito nesse sentido. “Agradeço ao Vinícius o convite para ser o VP Nordeste, fico feliz em continuar e vou ajudá-lo em tudo o que eu puder”, diz. “Vinícius tem talento de sobra e todos os predicados para desenvolver um grande trabalho, mais ainda do que nos últimos quatro anos.”

Franco deixa a presidência da ABAR após quatro anos. Foto: Paulo Negreiros

OUÇA A ÍNTEGRA DA ENTREVISTA COM FERNANDO FRANCO

1 – Como era a ABAR quando você iniciou seu primeiro mandato, em 2018, e como está a entidade agora que você encerra o segundo?

2 – Qual você considera a principal conquista da ABAR neste período?

3 – A regulação brasileira está suficientemente madura para resistir às ameaças que vem sofrendo?

4 – Você deixa a presidência mas continua na ABAR. Qual será o seu papel na nova diretoria?