Diretoria faz balanço do ano e projeta os desafios da regulação para 2022

55

Na edição especial Um Balanço de 2021 e Perspectivas para 2022, o RegulaCast encerra as edições do ano trazendo entrevistas com cinco dirigentes da ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação). O presidente Fernando Franco e os diretores Vinícius Benevides (Adasa-DF), Paula Campos (Arsesp), Kátia Muniz Côco (Arsp-ES) e Daniela Janaína Miranda (Agepar) avaliam as realizações da entidade no segundo ano da pandemia e projetam os desafios que a regulação deve enfrentar em 2022.

“Tenho certeza de que teremos um ano melhor do que 2021”, acredita Fernando Franco, lembrando que em 2021 a ABAR capacitou 4 mil técnicos e realizou um Congresso presencial de enorme sucesso. “Em 2022 teremos a segunda edição do curso Regulatory Delivery, inovaremos e ampliaremos a oferta de capacitação, participaremos da implantação do novo Marco Legal do Saneamento e da nova Lei do Gás e manteremos nossa presença em importantes fóruns internacionais”, diz.

Na segunda entrevista, a diretora Daniela Janaína Miranda comenta os impactos do XII Congresso Brasileiro de Regulação, realizado em novembro, no cenário regulatório brasileiro. Em seguida, o VP Centro-Oeste, Vinícius Benevides, antecipa alguns dos desafios que a regulação deve enfrentar no próximo ano, entre eles novos marcos setoriais, um processo eleitoral nacional e os desdobramentos da pandemia.

A diretora Kátia Muniz Côco é a quarta entrevistada. Ela faz um resumo das principais atividades da Câmara Técnica de Saneamento Básico, Recursos Hídricos e Saúde (CTSan) da ABAR, da qual é coordenadora, e antecipa a agenda da CTSan para o próximo ano. A dinâmica é a mesma na entrevista que encerra este RegulaCast especial: Paula Campos, VP Sudeste e coordenadora da CT de Petróleo e Gás da ABAR, nos conta um pouco do que a CTGás fez em 2021 e projeta as atividades de 2022.

Ouça aqui o RegulaCast #18