CTGás encerra semana das Câmaras Técnicas com debate rico e atual

284

A Câmara Técnica de Petróleo e Gás (CTGás) fechou, na última sexta-feira (25), a primeira rodada das Câmaras ABAR em 2022, com um encontro que reuniu virtualmente 78 participantes, entre reguladores e especialistas do segmento, durante toda a manhã. Foi a primeira reunião da CTGás sob a coordenação do diretor Vladimir Paschoal (Agenersa), que assumiu recentemente a câmara.

“Acredito que posso afirmar – com grande alegria e sensação de dever cumprido – que a Reunião do CTGás difundiu muito conhecimento, pois contou com a presença de diversos especialistas do segmento, debate de ideias, troca de vivências, fomento e incentivo ao constante estudo das nuances do mercado de gás, bem como novas pontes e conexões entre agentes atuantes na área”, avalia o coordenador Vadimir Paschoal.

A pauta reuniu temas importantes e atuais, como os impactos no preço do gás advindos dos desdobramentos da geopolítica global; o contexto das decisões liminares dos novos contratos de suprimento de gás; as variações dos custos da molécula e seus impactos na distribuição; e os pontos centrais do novo mercado livre de gás.

No primeiro painel, Luciano Losekann (Gener/UFF-RJ) abordou o tema “Impactos e desdobramentos das condições geopolíticas atuais no preço do gás, perspectivas para os próximos anos” pelo viés geopolítico. Em seguida, o Procurador do Estado de Sergipe Flavio Augusto Barreto Medrado atualizou os participantes sobre “As decisões liminares dos novos contratos de suprimento”.

Marcelo Mendonça, da Abegás (Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado), fez uma apresentação sobre a “Situação atual das distribuidoras com as variações dos custos da molécula”. Sylvie D’Apote, do IBP (Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás), contribuiu com um rico “Panorama sobre o mercado livre de gás”.

A diretora da ARSP-ES Débora Cristina Niero encerrou as apresentações compartilhando a experiência e os desafios encontrados pelo Espírito Santo quanto ao tema “Contrato de Uso do Serviço de Distribuição para o mercado livre do gás”.