Cobrança pelos serviços de manejo dos resíduos sólidos urbanos

131

“A cobrança pelos serviços de manejo dos resíduos sólidos urbanos” foi tema de webinar realizado pela ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação) no último dia 24, com a participação de especialistas da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), da Caixa Econômica Federal (CEF) e de agências reguladoras de diferentes regiões do País.

O debate teve como moderador o doutor em Direito e pesquisador Carlos Roberto de Oliveira, Diretor da Agência Reguladora de Saneamento Ares-PCJ (SP) e secretário executivo da Câmara Técnica de Assuntos Jurídicos, Institucionais, Governança e Controle Social (CTJI-GCS) da ABAR. Oliveira lembrou que o evento faz parte do ciclo de capacitações da ABAR, que tem como propósito promover a difusão de novas experiências e a troca de conhecimentos entre os reguladores.

O coordenador de Regulação de Resíduos Sólidos da Superintendência de Regulação de Serviços da ANA, Sérgio Cotrim, abriu o debate com uma apresentação sobre implementação de taxas e tarifas do serviço público de manejo de resíduos sólidos urbanos, com base na Norma de Referência número 1 publicada pela ANA, que trata dos instrumentos de cobrança pelo serviço. “Este assunto é fundamental para tirar o Brasil da era dos lixões”, destacou.

Em seguida, Murilo Pizato Marques, Diretor de Administração e Finanças da Aris-Zona da Mata, e Débora Francato, Analista de Fiscalização e Regulação da Ares-PCJ, compartilharam com os reguladores as experiências das respectivas agências reguladoras na efetivação das mudanças trazidas pelo novo marco legal, e também da NR 1 da ANA, destacando os desafios encontrados no processo.

Antes de ser aberto o debate a partir das perguntas enviadas pelos participantes, Felipe Cunha, Gerente Nacional da Área de Desestatização, Parcerias e Serviços Especiais da Caixa Econômica Federal, encerrou as apresentações falando sobre os projetos da instituição relacionados ao financiamento do setor de saneamento básico.

Assista à íntegra do webinar: