Artesp faz autuações no Terminal Rodoviário de Passageiros de Jacareí

18

Os agentes de fiscalização de Transporte Coletivo Intermunicipal da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) realizaram na terça-feira (17) blitze no Terminal Rodoviário de Passageiros, em Jacareí. A ação faz parte de uma intensa série de fiscalizações que a Agência Reguladora está realizando nas últimas semanas em terminais rodoviários da capital e do interior do Estado.

A operação ocorreu durante toda a tarde, com o objetivo detectar irregularidades, evitar a circulação de veículos que não estejam portando itens de segurança necessários ou documentos obrigatórios e, desta forma, coloquem em risco os usuários. Ao todo, 11 veículos de transporte intermunicipal da região foram vistoriados, gerando duas autuações. Um guichê de atendimento ao usuário também foi fiscalizado no local.

Entre as irregularidades encontradas, os motivos a gerarem autuações foram: veículo com modificação de horário de partida sem prévia autorização e veículo cadastrado no serviço de fretamento operando na linha regular. O transporte clandestino traz riscos aos passageiros, uma vez que os veículos não passam pelas vistorias técnicas exigidas pela Artesp.

Outro ponto importante é com relação ao condutor, que deve estar devidamente habilitado e em plenas condições para a prestação do serviço. Durante a fiscalização, os veículos de transporte que apresentarem irregularidades podem ser retirados de circulação e, neste caso, os passageiros são realocados em um ônibus devidamente regulamentado.

O usuário pode consultar com antecedência a empresa escolhida e os veículos cadastrados junto à Artesp através do link: https://bityli.com/2mh02.

Nas operações estaduais realizadas ao longo do primeiro semestre de 2021, foram vistoriados 37.407 mil veículos, dos quais 1.025 foram autuados e 240 notificados por irregularidades que puderam ser identificadas pelos agentes no momento da inspeção.

“A missão da Artesp é equilibrar os direitos do usuário com a prestação de serviço do permissionário, prevalecendo sempre a priorização da segurança dos passageiros, pois tratamos do transporte de vidas humanas”, afirma Reonaldo Raitz Leandro, superintendente de fiscalização da Diretoria de Procedimento e Logística da Agência, ao lembrar que “o trabalho é feito em prol da segurança de todos, para garantir transporte intermunicipal seguro, higiênico e confortável em todo o Estado”, complementa.