Artesp adere a programa contra exploração de crianças nas rodovias

70

A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) aderiu ao Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras. Com isso, a Agência passa a apoiar o Programa na Mão Certa, uma iniciativa da Childhood Brasil.

A partir desta terça-feira (18/5), Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, será veiculada nos painéis eletrônicos (PMVs) ao longo dos 11,2 mil quilômetros de malha rodoviária concedida sob fiscalização da Artesp a mensagem “Exploração sexual infantil. Ligue 100 e denuncie!”. A ação será mantida nos painéis até o dia 31 de maio. 

“É uma alegria receber a adesão e participação da Artesp no Programa Na Mão Certa neste 18 de Maio. A participação da Artesp no movimento “nas mãos certas”, proposto pelo Programa, é fruto de contínuos momentos de diálogo e articulação que se tornam uma realidade no ano em que completamos 15 anos. Contar com esta Agência tão relevante atuação no setor de transportes e logística para apoiar a prevenção e o enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes tornou-se ainda mais urgente uma vez que a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias brasileiras se tornou ainda mais grave por conta das consequências sociais e econômicas no Brasil após um ano de pandemia”, finaliza Eva Dengler, Gerente de Programas e Relações Empresariais da Childhood Brasil. 

“Em quinze anos de atuação do Programa, mais de um milhão de caminhoneiros já foram sensibilizados por meio das ações e das empresas participantes. Isso representa aproximadamente 50% dos profissionais que atuam no Brasil, ressaltando a importância da inserção da ARTESP neste programa”, avalia Milton Persoli, diretor geral da ARTESP. “Nossa missão é dedicar um olhar de valorização sobre este profissional, destacando o seu grande potencial de transformação da realidade na proteção de crianças e adolescentes”, conclui.

Quem presenciar casos de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes pode denunciar por meio do Disque 100 (Disque Direitos Humanos), que recebe denúncias de abuso e exploração contra crianças e adolescentes. O serviço funciona 24h por dia, inclusive nos fins de semana e feriados. A denúncia é anônima e pode ser feita por qualquer pessoa de todo o Brasil por meio de discagem gratuita para o número 100.