Arsesp apresenta trabalhos e integra painéis no 2o. dia do Congresso

1

O time de especialistas da Arsesp contribuiu também no segundo dia do XII Congresso Brasileiro de Regulação e 6a. Expo ABAR para ampliar o conhecimento e aperfeiçoar os métodos de regulação no País. Na manhã da quinta-feira (11/11), oito representantes da agência paulista fizeram apresentações ou participaram de importantes painéis.

O comitê gestor dos serviços de água e esgoto da capital paulista foi o tema tratado pelo gerente administrativo de Contratos em Saneamento da Arsesp, Marcelo da Conceição. Em seguida, Luis Antonio de Oliveira Jr., superintendente de Fiscalização Econômico-Financeira, mediou o painel sobre o Decreto 10.710/2021. E coube à superintendente de Regulação de Gás Canalizado, Regina Rocha, mediar o painel sobre gás natural e biometano.

Luiz Antônio de Oliveira Jr, da Arsesp, durante painel no Congresso ABAR. Foto: Arsesp

Camila Cruz, gerente de Regulação em Saneamento, fez uma apresentação sobre a teoria e a prática da regulação por menus. Para falar sobre a transparência e a previsibilidade no cálculo tarifário, o evento recebeu Thaís Greger, analista da Diretoria Econômico Financeira e Mercados.

A contabilidade regulatória no saneamento foi o tema tratado por Marcos Koritiake, gerente de regulação contábil. Ao especialista em Saneamento, Rogério Soares, coube o tema do plano amostral na fiscalização e auditoria de dados. Por fim, Evando Moreira, especialista em Energia Elétrica, fez sua apresentação sobre o convívio da fiscalização de campo com o modelo responsivo na distribuição de energia elétrica.

Na tarde do mesmo dia, equipe de especialistas da Arsesp presente no Congresso ABAR participou de painéis sobre temas diversos e relevantes, como petróleo e gás, saneamento básico, recursos hídricos, tarifas, fontes renováveis, entre outros.

A diretora de Gás, Paula Campos, esteve ao lado de Marcelo Guimarães, superintendente da mesma área, debatendo a competência estadual para regulação do setor. O painel foi mediado por Tiago de Ávila Acquaviva, gerente de Estudos Técnicos, Regulação e Contratos, também da área de Gás da Arsesp. Na sequência, Maria Eugênia, especialista em serviços públicos, e Regina Rocha, superintendente de Regulação em Gás Canalizado, colocaram em discussão a renovação das concessões de gás canalizado, novos contratos de concessão e o TCC Petrobras/CADE

Com a moderação da Samira Bevilaqua, superintendente de Relações Institucionais, o painel sobre avaliação da qualidade dos serviços abriu espaço para a apresentação de Camila Cruz, gerente de Regulação em Saneamento, que descreveu a metodologia Sunshine. No fim da tarde, Luiz Antonio de Oliveira Jr., superintendente de Fiscalização Econômico-Financeira e Contábil, falou sobre sua experiência na modernização das tarifas de saneamento.

Uma agenda cheia, conteúdos relevantes e debates avançados confirmam, mais uma vez, a indispensável presença da equipe Arsesp neste Congresso.