ARSEP-BARCARENA acompanha coleta de amostras para avaliação do tratamento de esgoto

18

Com as cautelas necessárias para prevenir o contágio do Covid19, será feita a avaliação da coleta de amostras para verificar a eficiência do tratamento da Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Cabanos.

Ainda que os serviços presenciais na ARSEP – Agência Reguladora dos Serviços Públicos de Barcarena estejam suspensos por força da Portaria nº 05/2020, a qual foi editada com objetivo de prevenir e combater o contágio pelo COVID19, responsável pela pandemia do Coronavírus, a autarquia municipal segue atuando no sentido de promover serviços de qualidade ao usuário dos serviços públicos de Barcarena.

Na tarde do dia 27 de abril de 2020, aproximadamente às 14:00 horas, após solicitação da ARSEP – Agência Reguladora de Serviços Públicos de Barcarena ao Poder Concedente (Município), foram realizadas coletas de amostras dos efluentes gerados nas várias etapas do tratamento promovido pela Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) na Vila dos Cabanos, cujo objetivo foi coletar amostras para avaliação da performance no tratamento realizado pela companhia Águas de São Francisco, sendo a concessionária de água e esgoto do município de Barcarena.

A ARSEP solicitou à Vigilância Sanitária do município, departamento vinculado à Secretaria Municipal de Saúde Básica – SEMUSB, a coleta de amostras em vários pontos no funcionamento da ETE – Cabanos para igual análise dos resultados e índices de eficiência. Os materiais coletados serão encaminhados ao Laboratório Central de Saúde Pública – LACEN, instituição que mantém convênio com o Município de Barcarena para realização dos exames de interesse da municipalidade.

O compromisso foi articulado por intermédio do grupo do Conselho Consultivo da ARSEP, diante da participação indispensável dos representantes da Vigilância Sanitária Municipal.

Na oportunidade, as coletas foram realizadas através dos servidores municipais do departamento de Vigilância Sanitária do Município, igualmente acompanhados da representante da ARSEP, que se fez correspondida na presença da sua Coordenadora de Saneamento, Sra. Valcimeire Rochane, bem como a participação dos prepostos e funcionários da Concessionária Águas de São Francisco.

Como já exposto mais detalhadamente em matéria no nosso site, o processo de tratamento desta estação se resume na remoção da matéria orgânica através do processo anaeróbico.

A ETE – Cabanos, em sua primeira etapa, que ora está concluída e regular em funcionamento, possui uma capacidade instalada para atender cerca de 4.400 (quatro mil e quatrocentos usuários) e tratar aproximadamente mais de 18 (dezoito) mil litros de dejetos hora/dia, devendo ter como objetivo atingir o percentual máximo de eficiência na remoção da carga orgânica.

Na visita para coleta, esta foi realizada na etapa inicial do processo, no desarenador e gradeamento, onde se realiza o tratamento preliminar.

A segunda coleta foi realizada na saída do tanque reator anaeróbico UASB, que recebe todo efluente proveniente das ligações de redes interligadas ao sistema, este que tem como principal função, retirar o máximo de matéria/carga orgânica dos efluentes.

A terceira e última amostra foi coletada na saída do tanque IMHOFF, última etapa do processo, para então, encaminhar os efluentes já tratados para o receptor final.

Ao final, foram realizadas três amostras, contemplando todas as etapas do processo, conforme foto 08, sendo elas AMOSTRA 01: Gradeamento, AMOSTRA 02: Tanque reator UASB e AMOSTRA 03: tanque IMOHFF.

Serão realizados ensaios nas amostras coletadas, para saber se atendem ao que prevê as legislações aplicáveis, quanto ao lançamento do esgoto tratado no corpo receptor.