ARSAM – Regulariza Abastecimento no Bairro Jorge Teixeira II, sem Água há quase Dez Anos

441

O engenheiro chefe do departamento de saneamento da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Estado do Amazonas – ARSAM, Jorge Carésto, realizou uma das últimas visitas para o processo de normalização do serviço de abastecimento de água á mais de 300 residências, localizadas na Rua Coirama, bairro Jorge Teixeira II, Manaus – AM.

De acordo com os moradores, o serviço não era prestado há quase cinco anos, mas as cobranças eram enviadas mensalmente a todos os moradores. Em algumas residências, a água faltava há cerca de dez anos. O fato veio ao conhecimento da Agência Reguladora no final de 2012, e o órgão interveio junto à concessionária responsável pelo serviço, solicitando a regularidade imediata do fornecimento de água, a orientação de consumo, e a suspensão e cancelamento das cobranças indevidas, que negativaram os nomes da maioria dos moradores junto ao Sistema de Proteção ao Crédito – SPC e SERASA.

A ARSAM realizou várias visitas à comunidade, e o engenheiro monitorava junto com os moradores, as ações de melhoria realizadas pela Manaus Ambiental para a normalização do abastecimento, ocorrido no início desta semana.

De acordo com a moradora Elizete Nascimento, o sofrimento era diário. Ela chegou a construir um carrinho de mão para transportar água do poço comunitário e também pagava carros pipa. “Durante todo esse tempo sem água tínhamos que priorizar as atividades domésticas e escolher entre lavar roupa ou tomar banho, explica”.

Todos os presentes na reunião afirmaram pagar cerca de R$ 60,00 por mil litros de água e chegaram a mostrar ao engenheiro da ARSAM as contas recebidas no valor de R$ 700, cobrados concessionária mesmo sem a efetiva prestação do serviço.

Conforme os dados do departamento de monitoramento da ARSAM, o bairro Jorge Teixeira II é dividido em três setores abastecidos por dois reservatórios. A Rua Coirama é atendida por sistema isolado, ou seja, por um reservatório apoiado localizado no bairro Santa Inês, em dois horários, manhã e noite.

Algumas providências já tomadas pela Agência foram evidenciadas pelos moradores, que agradeceram a presença do órgão, e acompanharam o empenho dos engenheiros em solucionar, prioritariamente, a falta de água.

Outra solicitação foi à realização de um atendimento comercial da Manaus Ambiental no local, para análise individual de todas as cobranças, no prazo de 15 dias. Hoje, o engenheiro Carésto comemorou a intervenção da Agência, a presteza da concessionária, representada pela engenheira Monica Marselha, e afirmou estar satisfeito em solucionar um problema que se arrastava há quase dez anos. “O papel da ARSAM foi cumprido”, declarou. Técnicos e engenheiros da Manaus Ambiental estavam com a ARSAM em todas as ações de fiscalização.

Fonte: http://www.arsam.am.gov.br