ARSAM fiscaliza ruas sem água na Zona Norte de Manaus e normaliza o abastecimento

651

O departamento de fiscalização de saneamento da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas – ARSAM, realizou na última quinta-feira (6), uma fiscalização surpresa em mais de dez ruas, localizadas nos bairros Santa Etelvina e Terra Nova, Zona Norte de Manaus. A ação teve como base a denúncia de líderes comunitários sobre o abastecimento de água, prestado pela concessionária Manaus Ambiental, irregular há mais de quarenta dias.

Os engenheiros reuniram os moradores representantes das ruas Coronel Monteiro, Coronel Danísio, Sargento Pinheiro, Rua do Areal, Rua das Flores, Rua Jasmim, Rua da Saudade, Rua Matrinxã, Comunidade Jardim Fortaleza, Comunidade Santa Tereza, Ingá, Piquiá, Bacaba e Cumaru (Santa Etelvina), Gilberto Mestrinho, Manicoré e Manaquiri (Terra Nova), para constatar o abastecimento intermitente dessas áreas, que devem ter o fornecimento de água 24h.

De acordo com os moradores, cadastros foram realizados, hidrômetros instalados e as contas já chegaram na maioria das residências. No entanto, o abastecimento ocorria apenas uma vez por dia, inclusive na madrugada, por um período mínimo de apenas 1h. Foi realizada inspeção técnica, solicitada pela Arsam imediatamente à equipe operacional da Manaus Ambiental, para medição da pressão da água dessas localidades e identificação de vazamentos.

A Arsam realizou orientação de consumo por meio da cartilha Direitos e Deveres dos Usuários, que ensina como acompanhar e controlar o consumo de água através do medidor, e solicitou o monitoramento do serviço de abastecimento por uma semana. Além disso, irá negociar a hidrometração sistemática, por 90 dias, para adaptação de consumo, por parte dos usuários.

Leia mais aqui.