ARSAM constata irregularidades em serviços da Manaus Ambiental

442

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Estado do Amazonas (ARSAM) constatou uma série de irregularidades nas obras da rede de abastecimento de água, que estão sendo executadas pela concessionária Manaus Ambiental, no bairro Novo Reino I, Zona Leste de Manaus.

A principal queixa dos moradores era quanto à ausência de água nas torneiras há quase uma semana. Ao verificar a planta do projeto, o chefe de fiscalização de saneamento da ARSAM, engenheiro Jorge Caresto, constatou que a área não estava contemplada pela Manaus Ambiental e exigiu que a Concessionária não deixasse os moradores sem água. Após conversar com os moradores, a Concessionária se prontificou a refazer as ligações prediais e normalizar o abastecimento na área, desde que os moradores não façam nenhuma ligação irregular.

A ARSAM exigiu que a concessionária refizesse o projeto da rede de abastecimento e contemplasse a parte baixa do bairro, legalizando assim, a situação dos moradores daquela área. A Agência também ordenou que compactação nas vias afetadas deve ser refeita, assim como os entulhos precisam ser retirados das ruas de forma imediata. “O cliente só busca estas soluções irregulares porque não há ligação feita pela Concessionária. O erro primário é da Manaus Ambiental. Quando o serviço estiver pronto, eles estarão legalizados”, declarou o engenheiro Caresto.

Fonte: ARSAM