ARSAM – Arsam identifica cobrança irregular de tarifa de esgoto

514

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) identificou, nesta sexta-feira (14), cobrança irregular de tarifa de esgoto em cerca de 500 residências do Conjunto Jardim de Versales, na zona centro-oeste de Manaus. De acordo com fiscais do órgão do Governo do Estado, a concessionária Águas do Amazonas será notificada e terá de ressarcir os valores. Em caso de descumprimento, a multa é de 1% sobre o faturamento mensal da empresa. Moradores do conjunto informaram à Arsam que a cobrança da taxa de esgoto começou a ser feita no mês de agosto, sem que o serviço sanitário seja prestado no local. Segundo a dona de casa Maria Elisa Barbosa, um grupo de famílias que se sentiram lesadas procurou a concessionária, mas não conseguiu interromper a cobrança. “Pensamos em entrar com um processo, mas foi quando um vizinho nosso ligou para a Arsam”, disse Maria Elisa. Em Manaus, cerca de 10% do total de domicílios com abastecimento de água estão ligadas à rede de esgoto e pagam uma taxa adicional de 80% sobre o valor mensal da conta de água. O chefe de Fiscalização de Saneamento da Arsam, Jorge Caresto, orienta a população a observar com atenção as informações contidas na fatura de consumo entregue pela empresa. Em alguns casos, o consumidor acaba pagando pelo serviço sem perceber. “Já registramos alguns casos isolados, mas essa foi a primeira vez que identificamos esse problema afetando um grande número de pessoas em uma mesma localidade”, informou Caresto. Para denúncias ou informações, a população pode procurar a Arsam na sede do órgão, na Avenida Ipixuna, bairro Cachoeirinha, zona sul de Manaus, e também através do telefone 0800 280 8585 (número consta no verso da fatura de água). “A agência reguladora trabalha através de informações e é importante esse retorno das pessoas para evitar desmandos”, frisou Caresto.

Fonte: Tabajara Moreno (AGECOM)