Arsal apresenta balanço de fiscalizações no Gás Natural Canalizado

81

A Arsal (Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas) concluiu o balanço das fiscalizações preventivas efetuadas no serviço de gás natural canalizado no primeiro semestre de 2021, com um total de 183 unidades consumidoras fiscalizadas, divididas nos segmentos residenciais, comerciais, industriais e postos automotivos de GNV. As fiscalizações preventivas visam garantir que a concessionária Gás de Alagoas S.A (Algás) preste o serviço adequado aos consumidores alagoanos, atendendo aos prazos e padrões determinados pela Arsal.

Nas fiscalizações realizadas pelos engenheiros da Gerência de Gás Natural da agência, são avaliados, entre outros itens, os procedimentos operacionais utilizados pela concessionária na instalação dos equipamentos de medição; tempo de atendimento para solucionar vazamentos e falta de gás; pressão do gás entregue ao consumidor e qualidade do teleatendimento.

Clara Alves, gerente de Gás Natural da Arsal, contou que as fiscalizações da gerência são rotineiras e o trabalho realizado pelos técnicos é fundamental para avaliar a eficiência do serviço, como também identificar irregularidades técnicas que possam interferir no serviço de distribuição.

Nos primeiros 6 meses do ano, os técnicos da gerência fiscalizaram mais de 5 mil metros de construção e montagem de rede de distribuição; inspecionaram vinte e sete estações de gás natural; auditaram oitenta e oito amostras de gás coletadas em unidades consumidoras para análises laboratoriais, com objetivo de controle do odorante e monitoramento da qualidade do gás distribuído para as 9.948 unidades consumidoras, localizadas em Maceió, Rio Largo, Santa Luzia do Norte, Marechal Deodoro, Pilar, Atalaia, Penedo, Arapiraca e São Sebastião.

Nesse período, a Arsal também efetuou o controle das especificações técnicas e dados de substituição de 467 medidores de gás; auditou 2.811 documentos, entre eles, formulários e laudos encaminhados pela concessionária, além de realizar a avaliação mensal do desempenho de 67 indicadores, destes, 26 indicadores comerciais, 32 indicadores de qualidade, seis indicadores de segurança e três indicadores de evolução do mercado de gás natural no Estado.