Arsae-MG lança revista eletrônica semestral com foco em regulação

20

A Arsae-MG acaba de lançar mais um produto para complementar o programa que pretende difundir informações sobre o papel da Regulação, a revista Regulação em Foco, cuja primeira edição pode ser baixada aqui. O periódico será publicado semestralmente como parte do programa de mesmo nome que inclui também um podcast e um webinar mensais.

Na primeira edição, a revista conta com a colaboração de especialistas da área, além de diversas entrevistas, como a da diretora-presidente da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), Christianne Dias, do presidente da ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação), Fernando Franco, e do senador Tasso Jereissati, relator do Novo Marco do Saneamento, entre outros.

De acordo com o idealizador do programa, Gustavo Medeiros, a proposta é que a revista eletrônica apresente, em uma linguagem mais acessível, assuntos relacionados à Regulação, com artigos técnicos, artigos de opinião e entrevistas com especialistas e autoridades da área do saneamento e regulação, além de uma variedade de outros textos informativos desenvolvidos por pesquisadores e autoridades que atuam no setor.

“Os textos contém opiniões de especialistas sobre gestão e boas práticas no setor, assim como estudos que estejam na vanguarda do desenvolvimento científico, promovendo um diálogo e um contato mais próximo entre poder público, academia e sociedade. A publicação traz textos de caráter orientativo e informativo, que são de interesse de um grande público, incluindo usuários e prestadores de serviços”, afirma o chefe de gabinete da Arsae-MG.

Para o diretor-geral da Arsae-MG, Antônio Claret, a revista é a concretização de uma aspiração de longa data, bem como de todo o corpo técnico da Agência, no sentido de apresentar à sociedade as mais recentes discussões técnicas e de opinião sobre assuntos relacionados à Regulação de Serviços Públicos e Saneamento.

“Com a publicação deste periódico, a Arsae-MG espera cumprir ainda mais com a sua missão de regular com a máxima transparência e controle social. Esperamos ainda poder contribuir de maneira positiva, em Minas Gerais e além de suas fronteiras, na construção e consolidação das melhores práticas em regulação e na prestação de serviços públicos para todos os cidadãos”, afirma Claret.