Arsae-MG fiscaliza serviços de água e esgoto em Itatiaiuçu

122

A Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae-MG) publicou ontem (3/6) os relatórios de fiscalização da prestação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário da Copasa MG em Itatiaiuçu.

A fiscalização realizada pela Arsae-MG teve o objetivo de avaliar a qualidade dos serviços prestados na sede municipal de Itatiaiuçu e no distrito de Santa Terezinha, vistoriando o cumprimento do Contrato de Programa, o cumprimento dos prazos para atendimento dos serviços, as reclamações de falta d’água proferidas pela população, a qualidade da água para consumo humano distribuída. Os relatórios foram elaborados após fiscalização ocorrida nos meses de março e abril de 2022.

Como resultados da fiscalização, constatou-se que o abastecimento de água, em Itatiaiuçu, apresentou indícios de comprometimento da sua regularidade, no período de setembro de 2021 a fevereiro de 2022. Com relação às execuções de ordens de serviços, o Prestador tem atendido parcialmente aos prazos estabelecidos nas resoluções da Arsae/MG.

Quanto ao controle da qualidade da água, verificou-se que a qualidade da água é satisfatória quanto aos parâmetros físico-químicos, durante o período fiscalizado. Quanto aos parâmetros bacteriológicos, foi verificada a presença de coliformes totais em amostras no mês de janeiro de 2022, na saída do tratamento, e nos meses de agosto e outubro de 2021 no sistema de distribuição. 

Em relação ao sistema de abastecimento de água em Santa Terezinha, constatou-se que o abastecimento apresentou indícios de comprometimento da sua regularidade durante o ano de 2021. De acordo com a Copasa, ocorreu uma redução significativa da vazão de água dos poços em operação no SAA de Santa Terezinha em 2021, o que comprometeu o abastecimento.

Contudo, o Prestador perfurou, equipou e colocou em operação o Poço C 06, em dezembro de 2021, com vazão (8,5 l/s) suficiente para atender à demanda de todo o distrito. A partir dos registros de análises de qualidade da água para consumo humano fornecidos pela Copasa, observou-se que os resultados foram satisfatórios quanto aos parâmetros físico-químicos e bacteriológicos no período agosto de 2021 a janeiro de 2022.

O relatório completo está disponível no site da Arsae-MG (http://www.arsae.mg.gov.br/fiscalizacao-operacional/).  O documento foi enviado para a Prefeitura Municipal para ciência e acompanhamento e para o prestador dos serviços, a fim de que sejam corrigidos os pontos abordados nos itens “constatações e não conformidades”.