ARES-PCJ inicia fiscalização de serviços com apoio de drone

100

A ARES-PCJ começou a adotar em setembro o emprego de drone como ferramenta de apoio às fiscalizações dos sistemas de abastecimento de água tratada e esgotamento sanitário dos prestadores de serviços dos municípios associados. Todos os municípios regulados serão fiscalizados com o apoio da nova tecnologia que se utiliza de um veículo aéreo não tripulado, com câmera acoplada para captar fotos e vídeos em alta resolução. O objetivo final é que a ferramenta traga ganho de qualidade aos serviços prestados junto aos usuários.

O processo de fiscalização dos sistemas de abastecimento de água tratada e esgotamento sanitário na ARES-PCJ é coordenado pela Diretoria Técnica-Operacional (DTO). De acordo com a DTO, com a produção de imagens e vídeos em alta resolução, o drone permitirá, durante as inspeções em campo, o alcance a áreas remotas e de difícil acesso, como, por exemplo, partes superiores de reservatórios elevados. Além disso, a utilização de drone trará mais eficácia ao procedimento de fiscalização da Agência Reguladora PCJ.

Até o momento, 6 municípios já foram inspecionados com o apoio do drone. A prestação do serviço, incluindo a pilotagem, está sendo realizada com o apoio da empresa Gatto Drone, credenciada pela Anac (Agência Nacional de Viação Civil). A expectativa da DTO é que todos os municípios associados à Agência Reguladora PCJ sejam fiscalizados até o final do ano.

Foto: ARES-PCJ