Arbel realizou mais de 800 atendimentos de usuários no primeiro semestre

79

Mais de 800 atendimentos de usuários foram realizados pela Arbel (Agência Reguladora Municipal de Belém) no primeiro semestre deste ano. Os dados são da Ouvidoria da agência, divulgados esta semana em um relatório com as principais demandas do órgão, bem como a natureza das solicitações, meios de contato, intenções das ligações, além do mapeamento geográfico da origem das manifestações.

A média mensal foi de 146 atendimentos, incluindo solicitações, reclamações e denúncias feitas por meio de ligações telefônicas, email e site da agência. Entre os assuntos mais demandados constam: problemas nas faturas, com 449 manifestações correspondendo a 51,37% do total; seguido por solicitação de serviços externos, com 217 (24,83 %); e falta de água, com 129 (14,76%).

A reguladora atende aos quatro eixos do saneamento básico, que são: abastecimento de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos e drenagem urbana, com ações de regulação e fiscalização e atendimento de ouvidoria. No entanto, antes de procurar a agência é necessário que o usuário procure, primeiro, as empresas prestadoras, que são responsáveis pelos serviços de saneamento na capital paraense.

“A ouvidoria é aquele espaço onde o cidadão vem trazer conhecimento de prestação pública às suas necessidades. Essas manifestações possibilitam o diálogo do cidadão com a gestão, favorecendo a melhoria dos serviços”, ressaltou o ouvidor da Arbel, Rui Frazão. “Nossa função principal é ouvir a população sobre os serviços oferecidos, buscando a mediação de possíveis conflitos e as soluções para as demandas”, completou.

O grande número de atendimentos realizados pelo órgão neste primeiro semestre de 2021 também foi destacado pelo ouvidor. “No total foram 874 atendimentos em seis meses de atuação neste ano e isso é muito importante, pois significa que o usuário está conhecendo mais os seus direitos e buscando soluções”, ressaltou.

A dona de casa Cilene Lima está disposta a procurar a agência reguladora, caso não seja atendida pela prestadora de serviços. “Meu marido já acionou a prestadora por conta da troca de nosso hidrômetro. Até agora não obtivemos resposta, por isso pretendo procurar a Arbel”, desabafou. Já a autônoma Rosangela Oliveira conseguiu reduzir um valor elevado na fatura de água após procurar a agência. “Me cobraram um valor absurdo e reclamei à empresa responsável. Como não me deram uma solução satisfatória recorri à Arbel e consegui negociar e reduzir o valor”, comemorou.

A Arbel regula os quatro eixos do saneamento básico, que são abastecimento de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos e drenagem urbana. Denúncias e reclamações podem ser feitas pelo 98464-7478, email: ouvidoria.arbel@gmail.com e no site http:www.belem.pa.gov.br/arbel. Antes de procurar a agência é importante que o usuário primeiro oficialize a reclamação junto às prestadoras de serviços, que são as responsáveis pelos atendimentos.