ANTAQ participa de debate sobre Hidrovia Paraná-Paraguai em São Paulo

582

O Instituto de Engenharia de São Paulo realizou no dia 8 o Seminário Internacional “A Integração do Cone Sul pelas Hidrovias – Um modelo de gestão”, na sede da entidade, em São Paulo. O evento teve como eixo central o papel do sistema hidroviário como indutor do desenvolvimento regional, dentro de uma visão logística, econômica, social e estratégica, com destaque para a Hidrovia Paraná-Paraguai e a perspectiva de integração que esta via representa para Bolívia, Paraguai, Brasil, Argentina e Uruguai.

Participaram dos debates representantes da ANTAQ, do Ministério das Relações Exteriores (MRE), do Instituto de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Irice), da Marinha do Brasil, além de integrantes da chancelaria e da comunidade empresarial usuária da hidrovia, do Brasil, Argentina e Bolívia.

Na sua exposição, o diretor-geral da ANTAQ, Adalberto Tokarski, destacou que a importância da Hidrovia Paraná-Paraguai não se limita ao trecho do centro-oeste brasileiro, mas, sim, aos mais de 3,4 mil quilômetros de extensão, que banham cinco países, desde o Estado do Mato Grosso até a Bacia do Prata, no Oceano Atlântico. Conforme Tokarski, todo esse potencial é objeto de um estudo que a ANTAQ, através de um convênio com a Universidade Federal do Paraná, viabilizou e que será apresentado oportunamente aos atores públicos e privados da hidrovia, nos diversos países que compõem a hidrovia.

Para o diretor da ANTAQ, Mário Povia, a Agência vem contribuindo para que a Hidrovia Paraná-Paraguai se torne uma ferramenta importante de logística para os cinco países mencionados. E esse estudo que será divulgado em breve será um material onde estarão todas as potencialidades da via.

Leia mais aqui.