ANTAQ – Comitiva Holandesa Apresentou Projeto para o Porto de Presidente Kennedy /ES

421

Autoridades da ANTAQ e representantes do Porto de Roterdã, na holanda se reuniram na quinta-feira (20/09), na sede da Agência, em Brasília. A comitiva holandesa apresentou  projeto para o Porto Central, que se localizará em Presidente Kennedy (ES). O Porto Central (ES) será administrado pela empresa TPK Logística S.A. e pela empresa Porto de Roterdã que será operado como um terminal de uso privativo (TUP).

De acordo com a apresentação do projeto, feita pelo representante do Porto de Roterdã, Peter Lugthart, o Porto Central ficará numa área que corresponde a 64% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, terá acesso a mais de 100 milhões de pessoas e aos principais campos de óleo e gás do Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo. A ideia é que o Porto Central comece a operar em 2015, depois de passar por todos os trâmites burocráticos. O investimento é de cerca de R$ 4,8 bilhões.

Lugthart ressaltou que a área do Porto Central já está interligada por rodovia pavimentada ao sul (RJ), ao norte (ES) e a Oeste (MG), com acesso às rodovias BR 101 e BR 262. “Há uma nova rodovia planejada, que é a ES 297, que beneficiará o porto”, afirmou o gerente, destacando, ainda, que o Porto Central contará, também, com acessos potencias ferroviários: a Litorânea Sul (Vale), Valec EF 354 e a MRS.

O projeto prevê seis clusters industriais: granel líquido, granel sólido (minerais), granel sólido, agrícola, offshore supply, metalurgia e carga geral. “A gestão do Porto Central é uma parceria estratégica entre empreendedores brasileiros combinada com a gestão de classe mundial do Porto de Roterdã”, apontou Lugthart.

O Porto Central ficará localizado em um complexo industrial de 6.800 hectares. Conforme o gerente do projeto, a instalação portuária disponibilizará toda a infraestrutura, fornecendo às empresas privadas os benefícios de economia de escala com tarifas competitivas.

Estiveram presentes na reunião o diretor-geral em exercício da ANTAQ, Tiago Lima, o superintendente de Portos, Mário Povia, o superintendente de Fiscalização, Giovanni Paiva, entre outros.

Fonte: http://www.antaq.gov.br