ANTAQ abre processo de licitação do terminal no Amapá

752

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários – Antaq, Adalberto Tokarski, realizou consulta pública para licitação do terminal de cavaco de madeira do Porto de Santana, no Amapá. O anúncio foi feito durante audiência pública da Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados para debater o futuro das companhias Docas e as funções essenciais das autoridades portuárias para o desenvolvimento do setor.

O diretor-geral da Antaq lembrou que, após a instituição da Lei dos Portos – Lei nº 12.815/2013 –, foram aprovados mais de R$ 20 bilhões em processos de reequilíbrio e prorrogação antecipada de contratos de arrendamento em todo o Brasil.

“No Brasil, temos portos com boa gestão e outros nem tanto, que precisam melhorar para se tornarem mais eficientes e competitivos”, apontou.

O arrendamento do terminal de Porto de Santana é destinado à movimentação e ao armazenamento de cavaco de madeira, e trata-se de uma das principais fontes de renda do porto, pois tem capacidade de operação de até um milhão de toneladas por ano. O cavaco é produzido a partir de toras de madeira, sendo utilizado, principalmente, na produção de celulose e de MDF para mercados asiático e europeu.

Leia mais aqui.