Antaq abre consulta pública sobre desestatização de portos no ES

19

A Diretoria Colegiada da Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários) aprovou, na quinta-feira, 17/12, a abertura da consulta pública dos estudos do projeto de desestatização do Portos de Vitória e Barra do Riacho, administrados pela Companhia Docas do Espírito Santo (CODESA). Os documentos estarão disponíveis para consulta e contribuições no site da Antaq por 45 dias, a partir do dia 28 de dezembro. A audiência pública presencial será futuramente agendada.

Qualificado no Programa de Parcerias de Investimentos na 3ª Reunião do Conselho do PPI, por meio da Resolução nº 14, de 23/08/2017, convertida no Decreto nº 9.852, de 25/06/2019, é o primeiro projeto de desestatização dos portos públicos no Brasil. Busca-se transferir para a iniciativa privada, que já atua na operação portuária, a gestão das infraestruturas e áreas públicas, trazendo melhorias de gestão operacional e da qualidade dos serviços prestados, além de mais agilidade e capacidade de realizar os investimento necessários.

O projeto, que está sendo estruturado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), sob a coordenação do Ministério da Infraestrutura, apresentará os estudos que embasam a modelagem de concessão dos Portos de Vitória e Barra do Riacho, por 35 anos, e os principais aspectos regulatórios para exploração. Assim, será oportunizada para discussão as propostas de tarifário, parâmetros de desempenho, formas de exploração indireta das áreas, sub-rogação de contratos, entre outros. Também serão analisados, em consulta pública, a previsão de investimentos estimados e o potencial de desenvolvimento das áreas greenfield.