ANP – Desafio da ANP é aprimorar a regulação do etanol, diz Dilma

577

A nova diretora da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard, terá como desafio aprimorar a regulação do etanol combustível, disse a presidente Dilma Rousseff, na cerimônia de posse da direção da agência. A presidente Dilma ressaltou que não pode faltar etanol no Brasil.

A nova diretora da ANP também reforçou a necessidade de o País, diante das novas frentes de exploração com as descobertas oriundas do pré-sal, não abrir mão da excelência na produção de biocombustíveis.

“Ela (Magda Chambriard) deve assegurar a regulação do etanol, para que haja algo que é essencial na atividade energética, que é a garantia do fornecimento, e que também não haja flutuações, para que se crie estabilidade no setor de combustível brasileiro”, indicou Dilma.

“Vamos querer manter a eficiência no que se refere no abastecimento de etanol da primeira geração, e não podemos deixar que o desafio da segunda e terceira geração (do combustível) seja por nós perdida, até porque esta é a trilha do futuro, e é nesta trilha que o Brasil deve estar”, completou a presidente.

“A produção deste produto vem caindo desde 2010, e esse é um dos mais importantes desafios que temos pela frente, que o consumo de etanol chegue ao nível de que o nosso Brasil precisa. A pesquisa de etanol de segunda geração está avançando, e o Brasil não pode ter um programa iniciado em 30 anos e chegar nessa corrida em segundo lugar. Essa experiência foi um ingrediente importante para introduzir o biodiesel em nossa matriz energética”, concordou a nova diretora da ANP.

Fonte: Terra Economia

{backbutton}