André Pepitone continua na presidência da ARIAE até 2022

34
André Pepitone, diretor-presidente da Aneel /Foto: Aneel

O Brasil vai presidir por mais um ano a principal entidade representativa da regulação de energia da região Ibero-americana. O diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e VP Federal da ABAR, André Pepitone, teve estendido por mais um ano seu mandato como presidente da ARIAE (Associação Ibero-americana de Entidades Reguladoras da Energia). A decisão foi tomada na quinta-feira (22/4) pelos representantes das 27 agências de 20 países que compõe a associação, durante a realização da VII Assembleia Geral Anual da ARIAE.

Na abertura da assembleia, Pepitone se disse satisfeito pelo trabalho coletivo realizado pelos participantes da ARIAE, mesmo sem a possibilidade de encontros presenciais. “Não pudemos comemorar como queríamos os 20 anos de nossa Associação, em 2020, mas aproveitamos para seguir adiante em nosso intercâmbio profissional. Foram meses de trabalho intenso em nossos países em benefício da associação. A pandemia demonstrou fragilidades do setor energético, mas também suas fortalezas, entre as quais está nossa capacidade de cooperação”, ressaltou.

A Assembleia tratou dos projetos conduzidos pela ARIAE com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Um dos trabalhos é o Hub da Energia, uma plataforma virtual que congrega dados energéticos de toda a região, entre eles, como a pandemia afetou o consumo de energia e as medidas tomadas pelos reguladores da ARIAE em resposta a crise no setor. Esse estudo investigativo está em curso no âmbito da Escola Ibero-americana de Regulação (EIR), como resultado da gestão do diretor geral da ANEEL, André Pepitone, a frente da Associação.  A parceria com o BID também vai permitir financiamento de cursos de capacitação em Transição Energética e Cibersegurança para reguladores da América Latina e Caribe.

Os representantes da Escola Ibero-americana de Regulação (EIR) na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Chile e na Universidade ESAN no Peru fizeram um retrospecto das especializações e dos cursos oferecidos em 2020 e que serão ofertados este ano. Entre os destaques, está a Formação Executiva em Regulação dos Mercados Energéticos do Futuro, também com financiamento do BID.

A Assembleia Geral aprovou ainda o balanço contábil da associação em 2020, a previsão de atividades para 2021 e a realização da próxima assembleia em abril de 2022. Há um indicativo de que a reunião seja em San José, na Costa Rica, uma vez que o encontro da ARIAE previsto para a cidade em setembro de 2021 foi alterado para realização online devido às dificuldades de deslocamento decorrentes da pandemia.

A Memória do funcionamento da ARIAE em 2020 pode ser encontrada em link. Além de 27 instituições relacionadas à regulação de energia elétrica, petróleo e gás em 20 países, a ARIAE conta também com a participação de autoridades do Paraguai e de Andorra, com direito a voz porém não a voto.