ANCINE – Estuda Medida Contra Reprises

589

Alvo de inúmeras queixas dos telespectadores, a reprise sucessiva de conteúdo nacional foi um dos caminhos encontrados pelos canais de TV por assinatura para contemplar a cota mínima de material brasileiro que deve ir ao ar. Agora, seis meses depois da implementação da Nova Lei da TV Paga, a Agência Nacional de Cinema – ANCINE já estuda medidas para conter a quantidade de conteúdo repetido.

Segundo o diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel, o órgão decidiu não limitar a quantidade de reprises na ocasião da implementação da lei, contando com o que chamou de “bom senso dos executivos”. No entanto, Rangel afirma que talvez seja o momento de rever essa abertura. “É um problema extraordinariamente delicado. Uma questão sensível que vai contra o interesse do assinante de ter uma programação renovada”, avalia Rangel. “Mas sabemos que é regra do negócio ter certa quantidade de reprises e isto é até desejado pelo assinante”, reconheceu, durante a realização do RioContentMarket, no Rio de Janeiro, na semana passada.

“Estamos atentos ao que pode eventualmente se apresentar como uma distorção em relação ao conteúdo brasileiro carregado para efeito de cumprimento de obrigações. Vamos abrir um processo de diálogo com as agências e programadoras ou de disciplinamento da matéria de uma forma diferente daquilo que a Instrução Normativa fixou até o presente momento”, antecipou.

 

Fonte: http://www.meioemensagem.com.br