Ancine anuncia edital de coprodução internacional para cinema

46

Diretoria Colegiada da Ancine aprovou na sexta-feira, 11 de fevereiro, o lançamento da Chamada Pública para seleção de propostas de longas-metragens de ficção, documentário ou animação realizados em coprodução internacional.

O objetivo do edital é a promoção internacional do audiovisual brasileiro e o estímulo à cooperação com outros Países, fortalecendo a competitividade externa e estimulando a inserção de obras nacionais no mercado global.

Serão disponibilizados R$ 40 milhões, sendo R$ 20 milhões destinados a projetos nos quais a produtora brasileira tenha participação majoritária e R$ 20 milhões para propostas que tenham os parceiros estrangeiros como majoritários.

Nas duas modalidades, no mínimo 40% dos recursos disponíveis serão destinados a propostas de produtoras independentes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e no mínimo 10% a produtoras da região Sul ou dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

Os projetos podem estar em qualquer etapa de produção e o limite de investimento por projeto foi definido em R$ 3 milhões.

As inscrições serão realizadas entre 18 de abril e 17 de junho. Para concorrer, os projetos devem ter aprovado, ou ao menos solicitado, o Reconhecimento Provisório de Coprodução Internacional (RPCI) na Ancine até a data de abertura das inscrições.

O edital de coprodução internacional para cinema é a quarta Chamada Pública do Plano de Ação do Novo FSA, aprovado pelo Comitê Gestor do Fundo em novembro do ano passado, que prevê o investimento de um montante de R$ 651,2 milhões no audiovisual brasileiro.