AGER-MT – Sabatinados os indicados à Ager

543

Na sessão plenária de ontem (16), os deputados sabatinaram os novos diretores da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Estado de Mato Grosso (Ager/MT). O objetivo dos parlamentares foi garantir o início dos trabalhos da autarquia, que está há mais de seis meses sem diretores nos respectivos cargos.

Foram ouvidos o diretor-ouvidor da Ager, Francisval Mendes, indicado pelo governador Silval Barbosa (PMDB) para ser reconduzido ao cargo, e o analista regulador Jossy Soares Santos da Silva, que deverá assumir o cargo de diretor-regulador de Transportes, substituindo Marcos Prado – que ficou à frente da diretoria por quatro anos. Os postos estavam vagos desde abril do ano passado, quando encerraram os mandatos dos respectivos diretores.

Francisval disse que imprimir políticas públicas, atividades reguladoras e transparência devem nortear os trabalhos para que haja equilíbrio na relação entre dirigentes e agente regulador.

Ele citou diversas ações realizadas pelo órgão nos quatro anos em que esteve à frente da Ager. Foram palestras, seminários e participações em fóruns nacionais. Francisval destacou a captação de reivindicação dos usuários e o encaminhamento para as providências cabíveis, sempre tentando a conciliação e, na falta dela, o procedimento legal. Para ele, a Ager media a relação usuário e concessionária.

Jossy, por sua vez defendeu um transporte público de qualidade e com preços acessíveis, além de citar a necessidade de melhoria no setor para viabilizar a vocação turística de Mato Grosso. Para ele é preciso praticar as ações necessárias, sem medo, dentro da legalidade, sob pena de perder “o crescimento do momento”. Defendeu autonomia da atividade de Ouvidoria do órgão, inclusive em âmbito financeiro, e uma legislação que atenda o interesse público e o desenvolvimento do Estado.

O deputado estadual Emanuel Pinheiro foi taxativo e disse que “a Ager presta um desserviço a Mato Grosso”; “que Francisval não respondeu a contento pelo órgão”, mas se manifestou favorável a sua permanência.

Dilmar Dal´Bosco pediu que a Ager atuasse de forma diferenciada no encaminhamento das demandas e em campanhas de informação aos usuários.

Outros temas também foram tratados durante a sessão. O deputado J. Barreto (PR) defendeu a privatização das rodovias de grande porte em Mato Grosso. Sebastião Rezende (PR) parabenizou a Igreja Assembleia de Deus de Rondonópolis pelo desenvolvimento de uma ação beneficente junto às comunidades locais. Com parceria de órgãos e entidades, Rezende explicou que foi possível proporcionar a emissão de documentos e doação de sangue, entre outras atividades às comunidades carentes.

Fonte: CenárioMT.com.br

{backbutton}