AGER – Agência faz Levantamento da malha viária que vai dar Suporte aos novos Operadores do Sistema

538

Prestes a concluir a terceira etapa do processo de licitação do Sistema Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso (STCRIP-MT), a Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados do Estado – AGER – MT dá andamento a outras ferramentas necessárias à operação do novo modelo e ao suporte técnico das empresas vencedoras do certame.

Entre as principais ações está o monitoramento das linhas intermunicipais que está sendo realizado pela coordenadoria Reguladora de Transportes e Rodovias (CRTR) da agência. “Para garantir maior eficiência ao novo sistema de transporte intermunicipal de passageiros a AGER vai dar subsídios ao Projeto Básico de Exploração dos serviços no STCRIP e ao Projeto Executivo das empresas ganhadoras da licitação. Além disso, instrumentos técnicos como o monitoramento das linhas são fundamentais para a fiscalização on line do sistema”, ressaltou o presidente da AGER-MT, Aroldo de Luna Cavalcanti.

O levantamento minucioso das rodovias utilizadas pelo setor atualmente e a avaliação das que vão passar a ser utilizadas com a implantação do sistema de transporte intermunicipal de passageiros, dividido em oito mercados, teve início em março do ano passado. Pelo menos 70% da malha viária foram georeferenciados e fotografados, de acordo com a analista reguladora que integra a equipe da CRTR, Jucemara Marques Godinho.

Em setembro, os analistas fizeram o mapeamento da BR 080 que corta o Parque Nacional do Xingú e registraram as condições da rodovia de terra, incluindo a travessia de balsa pelo Rio Xingú e a aldeia Bep-kororoti (Kayapó), no distrito de União do Norte, município de Peixoto de Azevedo. “Um dos pontos mais importantes deste processo é o contato com o povo das aldeias, localidades que, até então, não faziam parte da secção das linhas do transporte intermunicipal e, a partir de agora, vão ser incluídas”, explicou a analista Jucemara Godinho.

Desenvolvido por meio de um GPS integrado ao note book, a equipe de  analistas reguladores da CTR e os agentes e desenvolvimento econômico estão identificando as principais estradas municipais, estaduais e federais, desde a sigla, tipo de pavimento e a extensão das que fazem parte do percurso das linhas de transporte existentes e em potencial e apontando os distritos, vilas, agrovilas e assentamentos que fazem parte deste percurso.

Jucemara Godinho explica que a localização de terminais rodoviários; postos das polícias Estaduais e Federais, Postos da Secretaria de Estado de Fazenda, Balsas, Praças de pedágio, pontes e outros pontos de interesse do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de passageiros (STCRIP) também estão sendo apontados identificados.  Os dados coletados estão sendo tratados e incluídos no software específico de transportes, o TransCad. O trabalho deve ser concluído em breve.

Fonte: http://www.ager.mt.gov.br/