Agems promove integração entre fiscais e PMs contra transporte ilegal

71

A Agência de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul (AGEMS) promoveu a primeira ação para integrar e capacitar de forma conjunta as equipes de fiscais de transporte e de policiais militares que compõem a nova Assessoria Militar. Técnicos e PMs agora formam uma equipe unificada a serviço do combate ao transporte intermunicipal clandestino e da garantia de um serviço legalizado ao passageiro.

A Assessoria é uma unidade nova, criada em fevereiro deste ano, na reorganização da Estrutura Básica da Agência (Decreto 15.873). Destinada ao assessoramento especializado à Diretoria-Executiva, passa a ter papel fundamental no suporte aos técnicos que diariamente vão a campo verificar o cumprimento de normas pelos transportadores nas linhas intermunicipais.

O 1º Ciclo de Palestras de integração entre as áreas serviu para que cada unidade conhecesse o trabalho da outra instituição, suas atribuições e modelo de atuação. Relações Interpessoais, Segurança Viária e o Papel da Agência Reguladora foram temas do evento conjunto.

“A gente não trabalha se não estivermos todos integrados, não fazemos um bom serviço sem conhecer uns aos outros”, afirmou o chefe da Assessoria Militar, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosta. “Foi importante os policiais conhecerem a AGEMS, entenderem a fiscalização, aprender com a equipe técnica. Da mesma forma, pudemos passar as informações sobre o trabalho policial”, avaliou.

A Coordenadoria de Fiscalização de Transportes trouxe para o encontro fiscais de Campo Grande e do interior do Estado. O Diretor de Transportes, Matias Gonsales Soares, afirmou que o relacionamento entre as equipes será fundamental para a execução do trabalho e que essa inovação coloca Mato Grosso do Sul como modelo para outras Agências.

Trazer uma unidade militar para dentro da AGEMS é uma inovação da nova gestão, definida em razão das fragilidades enfrentadas no dia a dia das equipes que combatem o transporte clandestino. Com a Assessoria Militar própria, a Agência não necessita de apoio policial pontual, solicitado a cada operação.

Foto: Agems

“Já na primeira reunião com os fiscais há quase um ano, a presidência identificou que as equipes precisavam estar seguras para executarem seu trabalho. Muitas dificuldades e demandas foram apresentadas e isso levou à criação dessa Assessoria, um apoio essencial para o nosso trabalho”, afirmou a chefe de gabinete de Direção, Rejane Monteiro Mishima, falando à equipe em nome do diretor-presidente Carlos Alberto de Assis.

Policiais militares e fiscais foram certificados após concluírem a capacitação integrada teórica. O próximo passo é a atividade prática, que tem início também nesta quinta-feira (7/4).