Agems faz recomendações às distribuidoras de energia do Leste do Estado

49

A fiscalização da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de MS (AGEMS) para verificar a qualidade do fornecimento de energia elétrica em regiões de produção de matéria-prima para a indústria de celulose no leste do Estado já concluiu a etapa de inspeção a campo. A partir das condições observadas nos relatórios de vistoria presencial, a Agência encaminhou recomendações às distribuidoras, que deverão apresentar Planos de Resultados para correção das situações que necessitam de eventuais interferências.

A primeira fase de verificação foi feita em dezembro de 2021, em instalações de concessão da Neoenergia Elektro. Em janeiro, uma outra etapa abrangeu instalações da Energisa. Foram inspecionados trechos de redes rurais de distribuição, com checagem da manutenção de toda a estrutura, subestações e pontos de entrega.

A etapa seguinte da fiscalização vai analisar e acompanhar a execução dos Planos de Resultados, para avaliar as ações que foram propostas e também apurar se efetivamente apresentaram resultados satisfatórios. Se necessário, esse acompanhamento poderá levar a uma nova vistoria presencial.

Os processos de fiscalização nas redes rurais da região leste estão sendo realizados como Análise de Demanda, em continuidade de uma ação que a Agência iniciou em agosto de 2021, em apoio a necessidades apresentadas por consumidores por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro). A AGEMS está verificando se as condições de manutenção preventiva e corretiva estão adequadas para garantir o fornecimento de energia elétrica e evitar riscos de acidentes ou incêndios florestais.

Esse tipo de atuação por demanda é uma das atividades que Agência executa por delegação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), complementando as fiscalizações regulares, já programadas anualmente. “Esse modelo de fiscalização que monitora e acompanha as ações corretivas permite que, no caso de serem constatados aspectos de segurança e manutenção das redes que necessitem de uma ação mais adequada, as distribuidoras devem proceder intervenções imediatas, trazendo benefícios mais efetivos aos consumidores”, explica o diretor de Energia da AGEMS, Valter Almeida da Silva.

O diretor presidente da Agência, Carlos Alberto de Assis, lembra que a AGEMS vem expandindo suas atividades e fortalecendo a fiscalização. “Essas análises de demanda são recebidas, verificadas e resultam em operações de fiscalização quando surge necessidade. É importante a Agência estar cada vez mais perto dos consumidores, receber informações e colocar sua capacidade técnica a serviço da checagem que garanta ao cidadão um serviço adequado”.