Agems faz parceria inédita para desburocratizar transporte turístico em Bonito

194

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (AGEMS) e a Prefeitura Municipal de Bonito se uniram para tornar mais ágeis e seguros os procedimentos que permitem a atuação dos operadores de transporte turístico no município. Isso vai ser feito por meio do compartilhamento de dados entre o Departamento Municipal de Trânsito da cidade (DEMTRAT) e a Diretoria de Transportes da Agência.

Empresas de serviço rodoviário intermunicipal de passageiros na modalidade turística habilitadas à atividade comum ao controle da Prefeitura e da Agência poderão fazer um único cadastro, com economia de tempo e do recolhimento de taxas. Para o usuário, é a garantia de atuação de transportadores devidamente regularizados, que passaram por checagem e vistoria.

O diretor-presidente da AGEMS, Carlos Alberto de Assis, e o prefeito Josmail Rodrigues assinaram o Acordo de Cooperação Técnica, em Campo Grande, com a presença do presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, para quem o projeto de integração demonstra a gestão moderna que vem marcando a AGEMS. Também lançaram o selo que vai identificar os veículos legalizados.

“Estamos resolvendo um grande entrave que existia para o setor em Bonito. Fomos buscar a solução, e essa experiência vai servir de modelo para parcerias com outros municípios turísticos”, anunciou Carlos Alberto. “Estamos depositando confiança no município e desburocratizando o nosso sistema”, completou o diretor de Transportes, Matias Gonsales.

Menos burocracia, mais integração

O compartilhamento consolida a resolução para uma antiga demanda dos transportadores, sujeitos às normas de controle do DEMTRAT – porque circulam no perímetro urbano – e da Agência Reguladora, já que se deslocam para transfer desde a Capital para Bonito e também cruzam limites de municípios no polo, levando passageiros aos atrativos em cidades vizinhas.

Os transportadores validados pela AGEMS para o fretamento intermunicipal ganharão o selo “TRANSPORTE TURÍSTICO LEGAL”, que será fixado no veículo, como uma identificação aos passageiros.