Agems abre inscrições gratuitas para seminário sobre resíduos sólidos

280

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (AGEMS) abriu as inscrições para o Seminário Resíduos Sólidos e Desenvolvimento Local, que acontece no dia 22 de fevereiro, em Campo Grande. O debate contará com a participação de Hugo Pacheco, renomado especialista português, presidente do Conselho de Administração da Ersara (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos dos Açores).

A programação também inclui uma Mesa Redonda com o tema Diagnóstico e Perspectivas para o Gerenciamento da Cadeia de Resíduos nos Municípios. O evento será realizado no Novotel Campo Grande, das 14h às 17h, no formato presencial e com transmissão simultânea pela plataforma Zoom. As inscrições são gratuitas. O link está disponível no site da Agência. Clique aqui para acessar.

O seminário é aberto ao público em geral e, especialmente, a representantes de Prefeituras; profissionais ligados ao setor de saneamento, saúde pública e meio ambiente; profissionais de Agências Reguladoras; pesquisadores e acadêmicos das áreas de Engenharia Civil, Engenharia Ambiental, Auditoria, Perícia Ambiental, Administração e Ciências Contábeis, além de advogados e economistas.

“É muito importante contar com a participação de quem é responsável pelas políticas públicas, pelo estudo, pela execução de atividades e pela fiscalização desses serviços”, convida a diretora e Saneamento Básico e Resíduos Sólidos da AGEMS, Iara Marchioretto. “Será um momento para debater como as cidades de Mato Grosso do Sul podem avançar, inovar e construir um modelo de qualidade para esse aspecto tão importante no saneamento”.

Os serviços de Limpeza Urbana e Manejo de Resíduos Sólidos Urbanos são eixos do saneamento básico em que a Agência está expandindo sua atuação. Nos últimos três meses houve avanços significativos, com a realização de uma pesquisa para traçar o perfil de cada município e a criação de uma das principais normas de regulação: a Portaria que estabelece as Condições Gerais para a prestação desses dois serviços.

O diretor-presidente da AGEMS, Carlos Alberto de Assis, aponta que as discussões que acontecerão no Seminário representam mais uma etapa para consolidar esse avanço. “Queremos para Mato Grosso do Sul um gerenciamento de serviços com redução de riscos para a saúde humana e para o meio ambiente. Conversando com os municípios, com pesquisadores, com especialistas, podemos construir bons projetos de reciclagem, garantir que a coleta, o transporte, o transbordo, o tratamento e a disposição final dos resíduos sejam feitos por meio de métodos e processos que não causem efeitos negativos sobre o meio ambiente”, destaca Assis.