Ageman adverte empresa por ineficiência em publicidade na pandemia

21

A ineficiência na divulgação dos canais de atendimento da concessionária Manaus Luz aos usuários dos serviços de iluminação pública, durante a pandemia da Covid – 19, levou a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), órgão da Prefeitura de Manaus, a advertir a empresa.

“Estamos em um momento delicado com a pandemia, e o prefeito David Almeida quer que sejam oferecidos ao cidadão acessos aos serviços com mais facilidade e transparência. O usuário necessita saber como estão funcionando os canais de atendimento, como a retomada do aplicativo Manaus+Luz, por exemplo. Trata-se de um serviço que facilita muito o registro das reclamações referentes à iluminação pública, já que o usuário não precisa se deslocar para fazer solicitações. A ferramenta passou por reestruturação, ficou inoperante e, quando retornou, a empresa não deu a publicidade necessária, conforme prevê o contrato de concessão”, afirma o diretor-presidente da Ageman, Fábio Alho.

A agência já havia notificado a empresa Manaus Luz por entender que, diante da natureza do serviço, seria necessária uma campanha mais ampla e robusta de divulgação, junto aos diversos meios de comunicação, a respeito da retomada do aplicativo Manaus+Luz, o que não ocorreu.

“Temos, inclusive, reclamações de usuários registradas nas redes sociais sobre a falta de divulgação do aplicativo, e a publicidade é um dos itens do contrato que não vem sendo cumprido”, reforçou Fábio Alho.

Por meio do aplicativo Manaus+Luz, o usuário, além de registrar reclamações, também consegue acompanhar o andamento da solicitação. A ferramenta está disponível para download gratuito nas principais lojas de aplicativos.

Outros importantes canais de atendimento ao usuário dos serviços de iluminação pública são o telefone 0800-201-0001 e o site da concessionária.