Adasa recebe secretário Nacional de Segurança Hídrica do MDR

70
Nesta terça-feira (08/11), o secretário Nacional de Segurança Hídrica do Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR), Sérgio Costa, esteve na Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) para reunião com o diretor-presidente da instituição, Raimundo Ribeiro.
O encontro teve como objetivo discutir a representação brasileira junto ao Conselho Mundial da Água (World Water Council – WWC), tendo em vista que um novo quadro de governadores – cujo mandato é de três anos – deverá ser formado em 2023.
Costa destacou que a visita à Adasa se deve ao fato da experiência da agência na temática e presença no quadro atual de governadores. “Uma vez que a Adasa já faz parte do Conselho e nós do governo brasileiro temos o interesse de participar do board para compartilhar as experiências exitosas nos programas de universalização da água no semiárido brasileiro – como a transposição do Rio São Francisco, Água Doce, entre outras – procurei a agência para que pudéssemos discutir o futuro da representação brasileira e caminharmos juntos nesse processo”, pontuou.
Ribeiro lembrou que 12% de toda a água doce disponível no mundo, encontra-se em território brasileiro. “Garantir a participação brasileira neste Conselho é contribuir para a construção e execução de uma agenda estratégica que busque as soluções para os desafios globais relacionados à água, considerando a preservação dos recursos hídricos aliado a um desenvolvimento econômico e sustentável para todo mundo”, frisou.
Conselho Mundial da Água
Responsável pela condução coletiva da agenda global da água, o Conselho Mundial da Água representa milhares de pessoas de mais de 400 organizações de diferentes setores, regiões e campos profissionais com ampla experiência e interesses, em mais de 60 países.

Atualmente, o Brasil ocupa três das 35 vagas de governadores no board do Conselho: o diretor de gestão corporativa da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Marcel Costa Sanches; o diretor-presidente da Adasa, Raimundo Ribeiro e o presidente da Associação Brasileira de Agências de Regulação (ABAR), Vinicius Benevides.