ADASA- Produtores do Pipiripau Receberão Outorgas e Novos Incentivos

470

Os produtores rurais da Bacia Hidrográfica do Pipiripau, em Planaltina -DF, vão receber no próximo dia 28 de novembro, as outorgas de direito de uso de água para suas atividades. Com a regularização, os usuários das águas do ribeirão Pipiripau e afluentes poderão usufruir plenamente de seus direitos de produtores, inclusive a liberação de financiamentos bancários. A bacia já é alvo do programa “Produtor de Água”, que prevê investimentos de R$ 40 milhões nos próximos 10 anos e os produtores receberão o pagamento pelos serviços ambientais prestados.

Para comemorar as conquistas, autoridades do GDF e de entidades da União participarão do evento onde será assinado acordo técnico entre a Agência Nacional de Águas – ANA, Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal – ADASA e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), para a instalação e funcionamento da sala de situação do Centro de Operações de Água – COA e a viabilização do Programa Nacional de Qualidade da Água – PNQA no âmbito do DF.

Serão anunciados ainda os novos projetos aprovados no Programa Produtor de Água que resultarão na melhoria da qualidade da água; redução da erosão e da sedimentação; adequação ambiental das propriedades rurais e regularização da oferta de água, por meio da adequada alimentação do lençol freático.

A bacia hidrográfica do ribeirão Pipiripau, palco de tensões e conflitos pelo uso da água no período de seca, vem recebendo tratamento especial na gestão dos recursos hídricos, sob a coordenação da ADASA. Ocupando uma área total de 23.527 hectares, a bacia do Ribeirão Pipiripau localiza-se predominantemente no Distrito Federal (90,3%), e também no município de Formosa (GO).

Nela, concentram-se diversas atividades de interesse da sociedade, como produção de frutas, grãos, carnes, lazer, proteção ambiental e captação de água para abastecimento de 180 mil habitantes de Planaltina (DF). Com a instalação do Centro de Operações da Água –COA, a ADASA terá absoluto controle sobre a quantidade e a qualidade das águas disponíveis no DF, superficiais e subterrâneas.

Participam da efetivação do programa 15 instituições públicas –federais e distritais- e Organizações Não Governamentais.

Fonte: Assessoria de Comunicação/ ADASA