ADASA – Durante operação Fiscalização identifica pontos críticos no Lago Paranoá

446

Na operação realizada durante quatro dias, 15 técnicos da CAESB percorreram 80 quilômetros de orla do Lago Paranoá numa operação para identificar possíveis irregularidades como lançamentos de esgotos, óleos, graxas, gorduras e lixos.  Foi usada na operação uma sonda multiparâmetro que, entre outras coisas, mede o pH da água, o oxigênio dissolvido, a condutividade elétrica, os sólidos totais e a turbidez.

Dos 140 pontos analisados, foram encontrados seis pontos críticos, cinco com lançamento de esgoto e um com despejo de óleo mineral. Destes, quatro tiveram os responsáveis identificados e notificados. Eles terão um prazo de 30 dias para retirar o lançamento de esgoto das galerias de águas pluviais. Caso não o façam, serão autuados e receberão uma multa cuja quantia é de 300 vezes o valor da conta mínima do estabelecimento.

O quinto ponto crítico encontrado é a galeria que desemboca na ASBAC de onde vem águas pluviais de parte da Asa Sul e exige investigação porque abrange uma área muito grande. A Companhia continuará investigando para descobrir de onde vem o lançamento clandestino.

O sexto ponto encontrado foi um lançamento pontual e criminoso de óleo mineral que, ao que tudo indica, não é contínuo.

 

Fonte: http://www.adasa.df.gov.br