ADASA alerta sobre o consumo de água

469

29/05/12

O Plano de Gerenciamento Integrado de Recursos Hídricos (PGIRH), realizado pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (ADASA) alerta que se nenhuma medida de gestão integrada for feita, a demanda estará próxima da oferta da água.  Segundo o coordenador de Regulação da Superintendência de Recursos Hídricos da ADASA, Sr. Paulo Serradourada, foram detectados no PGIRH muitos pontos de profundo estresse hídrico superficial no DF devido ao forte e desordenado crescimento urbano, além dos conflitos em áreas rurais.

O Plano tem como objetivo garantir água em quantidade e qualidade para a atual e as futuras gerações do DF, e confirmou que o DF possui cursos de água, em geral, pouco extensos e com vazões modestas, gerando limitações ao atendimento dos usos múltiplos, uma vez que esses corpos hídricos podem servir para lançamento e captação de água. Também revela a ocorrência de drenagens inadequadas nas estradas, arruamentos, pastagens e outros usos, favorecendo o desenvolvimento de grandes processos erosivos.

Atuando para atender às demandas crescentes, a CAESB vem se preparando para aumentar a oferta de água para o abastecimento humano com três novas captações – Lago Paranoá, Bananal e Corumbá IV. Está previsto também a eliminação das ETE’s Torto e Riacho Fundo e a implantação de duas novas unidades – Taboca e Tororó, com altos índices de produtividade.

Fonte: ADASA