Abril já tem queda de 48% no tráfego das rodovias paulistas

10

Acidentes reduziram em 51,8% no mesmo período e vítimas fatais caíram 30%; Para atender orientação do Governo paulista, ARTESP e concessionárias têm orientado a população a não fazer viagens desnecessárias

O movimento nas principais rodovias paulistas teve queda de 48% nos 20 primeiros dias de abril deste ano em relação ao ano passado. O levantamento da Agência de Transporte do Estado de São Paulo – ARTESP, considera os 9,8 mil quilômetros de rodovias estaduais concedidas, o que engloba as principais como Anhanguera, Bandeirantes, Castello Branco, Raposo Tavares, Rodoanel, Anchieta, Imigrantes, Ayrton Senna, Carvalho Pinto, entre outras. A Agência entende que a queda reflete a orientação do Governo do Estado de São Paulo para que as pessoas fiquem em casa em razão da pandemia provocada pelo coronavírus.

No mesmo período, os acidentes recuaram 51,83%, caindo de 2.051 ocorrências para 906. Já o número de vítimas fatais recuou 30% no período, de 40 para 28. E os feridos em acidentes tiveram queda de 51,25%, de 1.044 para 509. “Mesmo com a queda no tráfego todas as exigências contratuais relativas à segurança viária estão sendo mantidas e fiscalizadas pela Agência Reguladora”, comenta Renata Perez Dantas, diretora geral interina da ARTESP.

Desde o final de março, a Agência tem orientado as 20 concessionárias a exibirem nos painéis eletrônicos das rodovias paulistas mensagens desestimulando viagens desnecessárias. A medida, também adotada nas redes sociais e sites, tem como intenção prevenir a disseminação do coronavírus e tem sido reforçada nos feriados. Abaixo, algumas das mensagens exibidas nos painéis eletrônicos das rodovias paulistas:

A quarentena foi prorrogada até 10 de maio. Fique em casa!

Neste feriado, se puder, não viaje. 

Siga a quarentena e fique em casa!

Previna-se contra o Coronavírus

Evite aglomerações 

Coronavírus: higiene é prevenção

Lave bem as mãos

Mesmo com a recomendação para se evitar as viagens durante a quarentena, e com a redução do tráfego nas rodovias desde o início do isolamento, as 20 concessionárias de rodovias do Estado de São Paulo mantêm suas equipes a postos para a prestação de serviços essenciais aos usuários, como socorro mecânico, guincho e ambulância, além das equipes de monitoramento dos Centros de Controle Operacionais (CCOs) e da manutenção da malha, com serviços de conservação do pavimento e sinalização. E foram adotadas medidas para reforçar a higiene e reduzir o risco de contágio nas praças de pedágio e em outras edificações das concessionárias.