Divulgado o resultado preliminar da habilitação do Programa Brasil de Todas as Telas

559

PRODAV 05/2015 recebeu um total de 893 inscrições. Proponentes tem 10 dias para apresentar recursos

A ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram o resultado preliminar da fase de habilitação daChamada Pública PRODAV 05/2015 do Programa Brasil de Todas as Telas. O edital recebeu um número recorde de inscrições. Um total de 893 projetos tiveram a inscrição finalizada no sistema. Na edição anterior, a chamada recebeu 598 propostas.

Após a análise da documentação, foram consideradas habilitadas 752 propostas. A ata com o resultado preliminar apresenta a lista dos projetos habilitados e inabilitados, juntamente com as justificativas que acarretaram as inabilitações. A chamada disponibiliza a soma de R$ 10 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), para o desenvolvimento de projetos de obras audiovisuais seriadas e não seriadas de longa-metragem e de formatos de obra audiovisual, brasileiros de produção independente, destinados aos segmentos de TV aberta e por assinatura, salas de exibição e vídeo por demanda.

Proponentes tem prazo de 10 dias para apresentar recursos

Os responsáveis pelos projetos inabilitados têm agora um prazo de dez dias corridos (até o dia 7 de julho) para interpor recursos, exclusivamente por meio do Sistema de Inscrições do FSA. Não será aceita nenhuma documentação complementar nem retificação da documentação apresentada na inscrição. O resultado do julgamento dos recursos será divulgado juntamente com a lista definitiva de projetos habilitados, que passarão então à fase de seleção, de caráter classificatório.

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

Os resultados do Programa vêm superando as metas estabelecidas. Foram 437 longas-metragens e 396 séries ou telefilmes apoiados. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem-sucedida, rendendo a estruturação de 69 núcleos criativos em todas as regiões do país, e garantindo o desenvolvimento de 700 novos projetos de obras audiovisuais.

Em seu terceiro ano, o Programa Brasil de Todas as Telas garante a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro. Para dar previsibilidade às suas ações de investimento, a ANCINE disponibilizou o Calendário de Financiamento para o biênio 2016/2017, que traz as datas previstas para a abertura e divulgação de resultados das chamadas públicas do Programa.