ABAR lança curso sobre Metodologia Acertar para prestadores de serviço

106

Inscrições podem ser feitas de 17/5 a 30/6, com acesso imediato ao conteúdo na nova Plataforma ABAR de Ensino a Distância (ABAR/EAD)

 

A ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação) está ampliando a oferta de cursos de capacitação para além das agências reguladoras. A partir desta segunda-feira (17/5), estão abertas as inscrições para o curso inédito “Metodologia Acertar para Prestadores – Melhores Práticas de Gestão de Informações”, que será oferecido, na modalidade online, na nova Plataforma ABAR de Ensino a Distância (ABAR/EAD).

As inscrições vão até 30 de junho e dão acesso imediato ao conteúdo do curso, que estará disponível para consultas até 30 de junho de 2022, um ano após o encerramento das inscrições. Neste período, os materiais poderão ser acessados como e quando o contratante desejar. Mas atenção: o número de vagas é limitado a 150.

O curso é destinado a operadores de serviços públicos de água e esgoto, consultores de companhias de saneamento, pesquisadores, agências reguladoras e tribunais de contas que atuem em saneamento. A carga horária total é de oito horas, divididas em 123 videoaulas curtas e diretas, e o conteúdo inclui ainda quatro horas de webinars ao vivo, com temática operacional e econômico-financeira, mais 14 horas de conteúdos complementares. Além dos eventos ao vivo, os contratantes terão a possibilidade de interagir online com os instrutores, via e-mail, para solucionar suas dúvidas.

As inscrições realizadas até 31 de maio terão 10% de desconto sobre o valor integral do curso. Os associados à ABES (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental) têm direito a 30% de desconto, em virtude de parceria firmada com a ABAR.

“Tivemos grande demanda por um curso focado em prestadores de serviço na área de saneamento”, explica o economista Samuel Barbi, gerente de Informações Econômicas da Arsae-MG e Coordenador do Grupo de Indicadores da Câmara Técnica de Saneamento da ABAR. Ele é um dos instrutores do curso, ao lado da engenheira ambiental Luíza Kaschny Borges Burgardt, gerente de Fiscalização de Saneamento Básico, Recursos Hídricos e Recursos Minerais da Aresc-SC e Coordenadora do Grupo de Proteção de Mananciais da Câmara Técnica de Saneamento da ABAR.

De acordo com Samuel, há muitos prestadores em dúvida sobre como ser auditados. “A ideia do curso é cooperar com os prestadores de serviço, trazendo uma informação melhor, para melhorar a gestão no setor, fazer uma regulação mais efetiva e com mais resultados para a população”, explica. “Para isso queremos pegar o prestador pela mão e ajudá-lo a entender a Metodologia Acertar e as melhores práticas de gestão da informação, de forma que ele possa avançar nisso com o apoio das agências de regulação.”

O curso é baseado no Guia de Melhores Práticas da Metodologia Acertar, o método de certificação padronizado pelo Governo Federal por meio do qual as agências reguladoras verificam a confiabilidade das informações utilizadas na definição de tarifas e indicadores de qualidade do serviço prestado, relacionadas ao Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS). Seu conteúdo está alinhado ao contexto do novo marco legal do saneamento, da Agenda Regulatória da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) e das normas de referência em elaboração para o setor, que exigirão adaptações tanto por parte de entes reguladores quanto de prestadores de serviço.

Ao longo das aulas, serão apresentadas as melhores práticas da atualidade em gestão de informação em saneamento básico. A proposta é preparar os prestadores de serviço regulados para que eles obtenham a melhor nota de certificação. Os participantes estarão em condições de implementar controles e procedimentos da atualidade que garantam informações confiáveis.

Saiba mais e inscreva-se aqui