ABAR e KPMG renovam parceria e preparam nova impressão de coletânea

487

A ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação) prepara o lançamento de uma segunda impressão da coletânea A Regulação de Infraestruturas no Brasil, organizada em parceria com a consultoria KPMG. O tema esteve na pauta de reunião realizada na quarta-feira (26), na sede da ABAR, entre o presidente da entidade, Vinícius Benevides, e os sócios da KPMG Marcelo Ribeiro e Dustin Pozzetti, para tratar da continuidade da parceria entre as duas instituições.

“Estamos muito satisfeitos em renovar esta colaboração”, salientou Vinícius Benevides. “Para nós, é uma parceria importante”, afirmou Dustin Pozzetti, lembrando que ambas as instituições têm em comum o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade regulatória do País.

Disponível em formato e-book desde o XII Congresso Brasileiro de Regulação, em novembro de 2022, quando foi oficialmente lançada, a publicação reúne, em cinco volumes, artigos de reguladores, estudiosos e especialistas sobre todos os setores regulados da infraestrutura nacional. Foi organizada por Carlos Roberto de Oliveira, diretor da ARES-PCJ e secretário executivo da Câmara Técnica de Assuntos Jurídicos e Institucionais, Governança e Controle Social da ABAR; e Cíntia Vilarinho, gerente Consultoria da Regulação do Saneamento da KPMG.

APOSTA EM CAPACITAÇÃO

Durante o encontro, o presidente das ABAR apresentou aos consultores algumas das linhas de ação que a entidade vem adotando para ampliar a rede de relacionamento institucional e a oferta de oportunidades de capacitação aos reguladores.

Vinícius Benevides destacou os cursos que a ABAR disponibiliza nas áreas de Análise do Impacto Regulatório (AIR) e Análise do Resultado Regulatório (ARR), tendo em vista o processo, em andamento, para a entrada do Brasil da OCDE (Organização para a Cooperação do Desenvolvimento Econômico). “A qualidade da regulação no País é um dos aspectos avaliados para o ingresso do Brasil na OCDE, e as análises AIR e ARR são obrigatórias”, disse. “É importante que as agências estejam em condições técnicas de realizá-los.”

O secretário executivo da ABAR, Sílvio Diniz, e a assessora do presidente Flávia Batista também participaram da reunião.