ABAR é eleita para novo mandato no board do Conselho Mundial da Água

283
Da direita para a esquerda: Vinícius Benevides (ABAR), Raimundo Ribeiro (Adasa-DF) e Marcel Sanches (Sabesp)

Adasa-DF e Sabesp também foram reconduzidas para representar o Brasil por mais três anos na cúpula da entidade global

A ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação) foi reconduzida como membro do Board de Governadores (Board of Governors, BoG) do Conselho Mundial da Água (World Water Council, WWC) para novo mandato de três anos. A eleição ocorreu durante a 9ª Assembleia Geral do WWC, no último dia 10 de dezembro, em Paris, da qual participou o presidente da ABAR, Vinícius Benevides. Também foram eleitos para novos mandatos os dois outros representantes do Brasil no board, a Adasa-DF e a Sabesp.

“Ficamos muito honrados com a recondução, e sabemos da importância e da responsabilidade de representar o Brasil, país que concentra parte significativa da água do mundo, em um fórum global que trata do tema em seus mais variados aspectos”, destaca o presidente da ABAR. Ele lembra que o novo board terá participação ativa na preparação do próximo Fórum Mundial da Água, marcado para 2024, em Bali, na Indonésia, que foi um dos temas tratados na 79ª reunião do board, realizada na véspera da Assembleia.

O presidente da ABAR relata que todas as instituições brasileiras com direito a voto na Assembleia do WWC fecharam acordo em torno da proposta de reeleger ABAR, Adasa e Sabesp para a cúpula de dirigentes do Conselho. O board é formado por 35 dos cerca de 400 integrantes do WWC.

Com a recondução, o Brasil continuará presente em três dos cinco colégios do board: Colégio 2, Organizações Governamentais, com Adasa-DF, representada pelo diretor-presidente Raimundo Ribeiro; Colégio 3, Organizações Comerciais, com Sabesp, representada pelo Superintendente de Assuntos Regulatórios, Marcel Sanches; e Colégio 4, Organizações Não Governamentais, com ABAR, representada pelo presidente, Vinícius Benevides. Os outros colégios são Organizações Intergovernamentais (1) e Organizações Profissionais e Acadêmicas (5).

A delegação brasileira no WWC uniu-se em torno da recondução dos três representantes do País no Board of Governors

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS E AGENDA GLOBAL

Nos dias que antecederam a Assembleia do WWC, o presidente Vinícius Benevides participou do UN Groundwater Summit 2022, cúpula global sobre águas subterrâneas promovida pelas Nações Unidas na sede da Unesco, em Paris. “Tivemos algumas discussões muito interessantes sobre o tema, que infelizmente ainda não conseguimos colocar na agenda global, embora seja muito grande o número de pessoas no mundo que utiliza águas subterrâneas”, destaca o presidente da ABAR.

“A ONU não tem um órgão específico para cuidar da água, o tema é tratado no âmbito de uma comissão da Organização Meteorológica Mundial”, diz. “Defendemos que haja uma comissão específica para cuidar da questão da água no mundo, inclusive porque é um tema que gera uma série de conflitos.” Benevides acredita que a Conferência da ONU sobre a Água, marcada para março de 2023 em Nova York, venha a ser um passo importante para colocar o tema na agenda global.