Lançamento da Plataforma do Projeto Evoluir

5

Na tarde da quarta-feira (19/5), a ABAR (Associação Brasileira de Agências de Regulação) promoveu o webinar de lançamento da plataforma do projeto Evoluir, desenvolvido por uma equipe da Arsesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo), em parceria com a entidade. O Evoluir é uma ferramenta que analisa a estrutura da organização e quais processos podem ser otimizados através de planos de ação direcionados. O objetivo do projeto é possibilitar que as agências reguladoras associadas à ABAR realizem a autoavaliação de seus processos e decidam quais deles devem ser aperfeiçoados.

A apresentação da plataforma foi realizada pela equipe autora do Evoluir, integrantes da Diretoria de Regulação Técnica e Fiscalização dos Serviços de Saneamento da Arsesp: Rodolfo Ferreras, superintendente de Fiscalização de Saneamento Básico; Marlene Amorim, assessora; Flavia Santina, gerente de Fiscalização de Saneamento Básico; e Alessandro Oliveira, gerente de Métodos, Controles e Dados da Superintendência de Fiscalização de Saneamento Básico.

No webinar, coordenado pelo secretário executivo da ABAR, Sílvio Diniz, foram apresentados o conceito da ferramenta, sua finalidade, seu desenvolvimento e funcionamento, assim como as agências reguladoras que participaram da fase de ajustes do projeto. Neste primeiro momento, a ferramenta pode ser aplicada somente nos processos de fiscalização no âmbito do saneamento, mas posteriormente poderá ser utilizada em outros processos.

Na abertura do evento, Sílvio Diniz informou que “o projeto foi apresentado à ABAR no intuito de aperfeiçoar a capacidade de atuação das agências, com uma série de atividades que propõem benchmarking entre elas”. O secretário acrescentou ainda que a ABAR adotou a ideia exposta pela equipe da Arsesp para que as agências possam utilizar essa ferramenta e aferir sua maturidade regulatória. “A plataforma é mais uma iniciativa que a ABAR oferece às agências, para fazerem o melhor uso.”

Em seguida, o engenheiro Rodolfo Ferreras explicou, resumidamente, o objetivo do projeto, e citou as primeiras ações realizadas para a construção da ferramenta: “Buscando aprimorar o processo de fiscalização, uma equipe da Arsesp pensou num modelo de benchmarking colaborativo que envolveu diversas agências brasileiras e a Ersar (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos de Portugal). A intenção era identificar as práticas de cada uma e avaliar como adaptá-las e implementá-las na Arsesp. Foi uma experiência de intercâmbio muito rica e frutífera”, contou.

A psicóloga Marlene Amorim expôs a conceituação do modelo de maturidade de gestão que é a base do Evoluir. “Este modelo estratégico ajuda a avaliar a estrutura da organização e de seus processos, que são as somatórias das atividades daquela organização. Permite enxergar os pontos que devem ser melhorados para que o processo seja mais eficiente, e os pontos fortes, para que seja feito bom uso deles, contribuindo para alcançar melhores resultados”, disse.

O engenheiro Alessandro Oliveira falou sobre a experiência da aplicação do modelo de maturidade na Arsesp e os resultados alcançados: “Na Arsesp, a autoavaliação foi aplicada em duas etapas: na primeira, uma avaliação piloto em diferentes diretorias, e na segunda, apenas na Diretoria de Saneamento. Aqui, nosso foco será a análise de maturidade nos processos de fiscalização de saneamento, realizada pela gerência de Métodos, Controles e Dados. A escolha desses processos se dá em função de sua importância e relevância, além de terem sido objetos do benchmarking colaborativo, que resultou no Evoluir”.

Ao final da apresentação, a arquiteta Flavia Santina demonstrou detalhadamente, por meio de um exercício prático, como utilizar a plataforma, além de instruir sobre como realizar uma autoavaliação.

No encerramento, Sílvio Diniz informou que as agências reguladoras interessadas em utilizar a ferramenta devem solicitar login e senha diretamente à ABAR, pelos e-mails secretaria@abar.org.br e silvio.diniz@abar.org.br. Cada agência terá apenas um login, e para criá-lo será necessário identificar o responsável pelos dados.

“O resultado da autoavaliação será disponibilizado somente para a agência, que adotará a decisão de prosseguir ou não na contratação de uma consultoria, se considerar necessário. A ABAR disponibilizará sugestões de consultorias para auxiliar neste processo, mas a contratação será feita diretamente pela agência”, finalizou o secretário executivo da ABAR.

Confira a íntegra do webinar