Samuel Barbi fala sobre Rio Water Week

96

Por ocasião da Rio Water Week, evento realizado no Brasil entre 26 a 28 de novembro, a equipe de Política e Regulação da Água realizou pequenas entrevistas com membros da IWA e líderes emergentes da água que participaram da Conferência. O objetivo foi destacar a importância deste evento na América Latina e a participação da International Water Association – IWA para abordar o papel da regulação e dos reguladores no setor de água e saneamento:


Samuel Alves Barbi Costa é Gerente de Informações Econômicas da Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais – ARSAE-MG, onde trabalha desde 2010. Gerenciou também as áreas de Regulação Tarifária e Fiscalização Econômica Financeira da Agência. Figura ativa na Associação Brasileira de Agências Reguladoras – ABAR, é um dos idealizadores do Projeto ACERTAR, que padroniza o processo de auditoria e certificação dos fornecedores brasileiros de água e saneamento, buscando melhorar a qualidade das informações nacionais.

IWA: Como a Rio Water Week contribui para promover a colaboração e o avanço da atividade reguladora da água em todo o Brasil?

Samuel: Uma das principais bandeiras da Rio Water Week é promover a colaboração entre as diferentes entidades envolvidas no setor de água e saneamento. Desta forma, podemos ouvir as melhores práticas do mundo, incorporá-las e adaptá-las às nossas realidades locais no Brasil. Através da interação é possível aprender e colocar em prática os ensinamentos, o que esperamos nos levar a boas práticas regulatórias e melhores resultados.

A contribuição da Rio Water Week para a atividade regulatória no Brasil também é reafirmada pelo Sr. Silvio Diniz, Secretário Executivo da ABAR: “Especialmente em um país com dimensões continentais como a nossa, todas as oportunidades de conhecimento e divulgação são importantes, em particular a participação de especialistas de diferentes países, que traz novas e importantes experiências cruciais para o aprimoramento das práticas regulatórias no Brasil “, afirmou.


Leia o texto original, em inglês, clicando aqui.